Família

Fique alerta com as picadas de abelha

Nem pense em tirar o ferrão!

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Elas são rápidas e sorrateiras. Quando se sentem ameaçadas, atacam mesmo. Abelhas são responsáveis por 10 mil acidentes a cada ano no Brasil e as picadas chegam a provocar a morte de 40 pessoas anualmente. O número de casos vem aumentando porque, com o desflorestamento, os insetos acabam procurando alimento em latas de lixo recheadas de restos de alimentos açucarados. Ou seja, nos jardins e nos parquinhos que nossos filhos frequentam, o perigo passeia por perto.

Para evitar picadas, o ideal ficar longe dos locais que atraem as abelhas. Mas, caso aconteça, dr. Claudio Len, pai de Silvia, Beatriz e Fernando e nosso pediatra adianta que o local vai inchar e coçar. Se for um incômodo intenso, leve ao pediatra e ele vai tratar com antialérgicos. Se aparecer algum sintoma maior, como febre ou falta de ar, que é raro, mas pode aparecer, aí tem de correr para o pronto socorro.

Não tente tirar o ferrão. Peça ajuda no hospital e siga direitinho as instruções do tratamento. Em poucos dias, o local da picada desincha e a vida segue normalmente.

Anúncio

FECHAR

Leia também:

A melhor opção é vacinar seu filho, sempre!

“Assim são meus dias: com a criança mais maravilhosa do mundo!”, conta Magali Rodrigues

Em caso de abandono de um dos pais, a indenização é um direito?

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não
Envie sugestões
×

Envie suas sugestões