Gravidez

Saiba tudo sobre a diástase, distensão abdominal que a cantora Sandy teve na gravidez

Algumas mulheres acabam ficando com sinais da gravidez, principalmente no abdômen. Uma das causas desses sinais é a diástase. Saiba mais!

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Sandy grávida e o irmão que foi sua dupla por tantos anos, Junior

Sandy e o irmão que foi sua dupla por tantos anos, Junior

Recentemente, a cantora Sandy revelou que durante sua gravidez ela teve um afundamento do abdômen provocado pelo estiramento dos músculos, a diástase. Esse tipo de caso atinge aproximadamente 37% das mulheres e pode acontecer tanto por causa de uma cirurgia quanto por causa da gravidez. Imagine uma linha vertical que começa logo abaixo dos seios e vai até o púbis. É em toda essa região que ocorre o afastamento dos músculos.

“Qualquer mulher pode desenvolver esse problema, mas é mais frequente em mulheres obesas e grávidas. No caso das grávidas, esse quadro vai depender do ganho de peso que a mulher teve durante o período de gestação”, explica Sandro Lemos, cirurgião plástico pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Alguns indícios mostram que as mulheres sedentárias acabam sofrendo disso também, já que a musculatura fica mais frouxa e o abdômen mais flácido. “No entanto, estudos científicos não conseguiram comprovar que a prática de exercícios físicos antes e após a gravidez possa retroceder ou impedir a diástase”, afirma o especialista.

Anúncio

FECHAR

Por que a diástase acontece?

A diástase é um quadro de resposta ao crescimento lento e progressivo do bebê no útero da mãe. É considerada comum, principalmente no final da gravidez. Muitas mulheres procuram até cirurgias, como abdominoplastia ou miniabdominoplastia. Se o caso for muito grave, exercícios mais específicos podem minimizar a aparência. Se você optar pela cirurgia plástica, só pode fazê-la quando não quiser mais engravidar.

Os recém-nascidos também podem passar por casos de diástase, principalmente os prematuros, porque os músculos ainda não estão bem desenvolvidos. “Isso é corrigido pelo próprio corpo ao envelhecer, não causa quaisquer danos ao bebê e não necessita de tratamento cirúrgico”, conta Sandro Lemos.

Saiba como prevenir

Controle de peso é a primeira coisa que pode evitar esse problema, principalmente durante a gestação. Lembre-se de que essa história de que você está comendo por dois é puro mito, alimentação balanceada é necessária! Mas não precisa ficar tão preocupada, porque a diástase não causa danos à saúde, é um problema estético que pode ser resolvido, se você quiser.

Se você já planeja ter filhos, tente fazer exercícios que fortaleçam a musculatura do abdômen, como abdominais. Se você já está grávida, procure seu médico para saber que tipo de fisioterapia você pode fazer, sempre com acompanhamento profissional.

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não
Envie sugestões
×

Envie suas sugestões