Notícias

Nutrição: sabia que a mandioca é livre de glúten?

E é uma ótima fonte de energia pra você que tem que cuidar de criança

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

fresh-tapioca-picture-id489665098

(Foto: istock)

Aipim, macaxeira, castelinha ou uaipi. Seja o nome que for, o que vale é saber da sua importância. Ela foi até eleita pela Organização das Nações Unidas como o alimento do século 21!

Alimento do bem

A mandioca é um carboidrato, mas as adeptas da dieta não precisam ter medo. Apesar de ter mais calorias do que uma batata, a raiz é digerida mais lentamente pelo organismo, o que ajuda não elevar tanto os índices glicêmicos e dar sensação de saciedade por mais tempo. Isso dá muito mais energia para aguentar a rotina!

Anúncio

FECHAR

Vitaminada

Também chamada de rainha do Brasil, a mandioca é uma boa fonte de fibras. Além disso, tem mais vitaminas A, B1, B2 e C do que a batata. A textura cremosa é ótima para fazer a base de caldos, sopas e das papinhas dos bebês. Por ser uma fonte de carboidratos de baixo índice glicêmico, uma porção de mandioca pode substituir o arroz, a massa e até o famoso pãozinho francês. Há quem não dispense mandioca quentinha com manteiga e café preto no café da manhã.

Naturalmente, sem glúten

A mandioca é livre do glúten e por ter os derivados farinha e polvilho ajuda a aumentar as opções do cardápio dos celíacos, quem tem alergia a proteína presente no trigo. Tapioca, bolos, pão de queijo… tudo liberado!

Como escolher 

Para ter certeza que está levando uma boa mandioca para casa, tente descascar um pedaço da raiz com as mãos mesmo. Se soltar facilmente, pode ir para o carrinho! A casca deve estar uniforme e sem manchas. Ao chegar em casa, garanta que sua receita vai ficar perfeita observando o miolo da mandioca. Ele deve estar bem branquinho ou amarelo. O alimento tem mais chances de estar fresco entre maio e agosto.

Toda Popular 

O nome científico da mandioca é Manihot esculenta, mas ela tem vários outros nomes e apelidos pelo Brasil inteiro. No dicionário Michaelis, são 14 variações
1 – Aipi

2 – Aipim

3 – Aimpim
4 – Macaxeira
5 – Macaxera
6 – Mandioca-brava
7 – Mandioca-doce
8 – Mandioca-mansa
9 – Maniva
10- Maniveira

11 – Pão-de-pobre

12 – Pau-de-farinha

13 – Pau-farinha

14 – Uaipi

Comida de campeão…e de família  

Durante as últimas Olimpíadas, que ocorrem no Rio de Janeiro, os pais do corredor Usain Bolt, Wellesley e Jennifer Bolt, participaram de uma coletiva de imprensa e responderam várias perguntas sobre o filho. Quando perguntaram sobre o sucesso do filho a mãe respondeu: “plantamos muita mandioca em Trelawny. Lá ele comeu muita mandioca. Quem sabe?” Não custa colocar o alimento no prato para maior rapidez, não é mesmo?

Tem para todos os gostos 
Não é só da deliciosa mandioca frita vivem os amantes da raiz. Ela é versátil e pode estar em várias preparações. Por isso, nossas colunistas e blogueiras parceiras Rosi Seligra e Nathalia Posses, do Monta Encanta, nos ensinaram uma receita de bolo pudim de mandioca. Anota aí! Em um bowl, coloque 3  claras, uma pitada de sal e bata até atingir o ponto de neve firme. Em outro recipiente, coloque 6 gemas,  200ml de leite de coco e 2 xícaras de chá e meia de açúcar. Junte 1 xícara de coco ralado em flocos e 2 colheres cheias de queijo parmesão ralado. Coloque 200g de manteiga derretida e 1 kilo de mandioca ralada com 1 pitada de sal. Acrescente 2 colheres de sobremesa rasa de fermento em pó e as claras batidas em ponto de neve. Misture delicadamente para não perder a aeração das claras. Coloque a massa a uma forma 26cm com buraco no meio untada com óleo e farinha de trigo. Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus, até que a superfície doure, firme e ao espetar o palito no centro do bolo, o mesmo saia limpo e seco.

Informação nutricional

A cada 100 g:
Calorias 160 Kcal
Proteínas 1,36g
Lipídeos 0,28g
Carboidratos 38,06g
Fibras 1,8g
Cálcio 16 mg
Vitamina C 20,6 mg

Gostou de saber mais sobre a mandioca? Você pode encontrar mais conteúdo na nossa revista de setembro.

Leia também:

Conheça 15 dicas incríveis sobre alimentação infantil

Boa alimentação no pós-parto também é essencial

4 erros que estamos cometendo na alimentação das crianças 

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não
Envie sugestões
×

Envie suas sugestões