5 desafios da amamentação na volta ao trabalho

Ajudamos a lidar com os principais obstáculos que vêm junto com o fim da licença-maternidade

O leite materno é essencial para o desenvolvimento do bebê, principalmente durantes os 6 primeiros meses de vida. Entretanto, algumas mulheres precisam retomar a carreira antes desse período, tendo que encarar algumas situações nada confortáveis. Veja 5 desafios comuns às mães que trabalham e saiba como lidar com eles.

-Publicidade-

Como se preparar

Em algum momento a licença maternidade vai chegar ao fim e, por mais que você não queira pensar nisso, é bom se programar. O ideal é começar a estocar leite por volta de 15 dias antes do retorno ao trabalho. Para isso, vale pesquisar qual é a melhor bomba para o seu caso, pedindo sempre a opinião do médico.

Buscando os direitos no trabalho

Toda mulher que não tiver os 180 dias de licença-maternidade poderá fazer dois descansos (remunerados) de meia hora por dia para amamentar o bebê até que ele complete 6 meses. Além disso, qualquer empresa que tenha mais de 30 mulheres no quadro de funcionários deve oferecer um berçário – caso ele não exista, as mães poderão sair para amamentar em casa. O importante é que ninguém hesite em pedir por seus direitos, afinal, eles são garantidos por lei.

Trabalhando em ambientes masculinos

Embora as mulheres ocupem cada vez mais espaço no mercado de trabalho, ainda há setores em que a presença masculina é predominante. Por isso, pode haver momentos embaraçosos ou desagradáveis (como sair de uma reunião para amamentar ou tirar leite, por exemplo). Então, é recomendável que as mulheres lembrem que a amamentação é uma atitude natural e saudável e que, se o desconforto for muito grande, é interessante que ela converse com o seu chefe ou com algum responsável pelos Recursos Humanos da empresa.

Bombeamento do leite

A gente sabe que a amamentação nem sempre é intuitiva, principalmente quando se trata do primeiro filho. E o mesmo acontece com o bombeamento do leite materno, tão importante para as mulheres que trabalham. Neste caso, o ideal é se informar muito, pedindo orientações ao pediatra e até mesmo fazendo pesquisas na internet. Quanto mais informações você tiver, mais tranquilo será esse momento.

Encarando o primeiro dia

Voltar ao trabalho pode ser uma etapa difícil da maternidade, por isso, é essencial que você planeje bem como e quando isso vai acontecer. O ideal é tentar agendar o dia do retorno mais para o final da semana, como uma quinta-feira. Assim, com o sábado e o domingo chegando rapidamente, essa transição pode ficar mais suave. Outra dica é treinar o bombeamento em casa, para que não se perca tempo durante os intervalos no trabalho. Por fim, é sempre bom lembrar que isso tudo é temporário e que há muitas outras mães na mesma situação. Então, se você se sentir sozinha, procure grupos de mães para trocar experiências. Não se sentir só é fundamental.

Fonte: Dr. Moises Chencinski, pediatra e homeopata