Bebês

5 dicas de cuidado com o bebê nos primeiros dias em casa

Ter um recém-nascido não é fácil. É uma vida que está começando, e pelos 28 dias seguintes muita coisa vai acontecer até seu filho, de fato, chegar

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

swaddled-sleeping-newborn-baby-boy-picture-id675466008

(Foto: iStock)

Recém-nascido. A expressão está ali na hora de comprar fraldas e roupinhas, mas apostamos que antes da gravidez você não tinha parado pra pensar no tanto de coisa que envolve a vida do bebê que acaba de chegar. Aliás, para começar, você sabia que pode chamar seu filho de recém-nascido somente até ele completar 28 dias? Quem determina essa classificação é a Organização Mundial da Saúde (OMS), baseada em critérios médicos de desenvolvimento. Dr. Fabrício Dias, médico antroposófico e pai de Bernardo, explica desta forma o que é um bebê em seus primeiros dias: “Para a antroposofia, o recém-nascido é um indivíduo em potencial. Ainda precisa se desenvolver física e psicologicamente para ser um indivíduo na melhor forma”. Absolutamente dependente dos pais, o bebê que acabou de chegar requer mil cuidados. Por isso é que aquela ideia que venderam para você de que o pequenino só dorme é uma balela. Recém-nascido dá muito trabalho para os pais.

Dorme, nenê

A verdade é que, entre mamadas, banhos e troca de fraldas, aí, sim, o bebê dorme. Esse sono interrompido é o normal e o esperado e vale para manhã e noite. “Esse ciclo de sono geralmente vai até o terceiro mês de vida, quando vai se alterando e a criança é capaz de dormir períodos maiores durante a noite, de seis a oito horas”, afirma Arno Norberto Warth, pai de Lucas e Gabriel, neonatologista do Hospital Israelita Albert Einstein. Vai parecer uma eternidade esse comecinho. Mas calma, porque passa. Enquanto as desejadas seis horas de sono não chegam, é fundamental ter atitudes que façam o bebê, aos poucos, distinguir o dia da noite. Então, nada de falar baixo de manhã para não deixar o bebê mal-acostumado. “Durante o dia, cortinas abertas e barulho normal de casa e, durante a noite, penumbra, vozes mais suaves e menos barulho”, ensina Arno. Na hora de dormir, “O berço pode estar junto à cama dos pais, mas o recém-nascido nunca deve dormir na cama com eles”, complementa o especialista.

Em geral, os pais têm alguma ansiedade para voltar à vida normal e à rotina de antes de o bebê nascer. Isso é um atropelo nada recomendável. Nesse período,