Bebês

9 dicas que valem ouro para colocar o sono do bebê em dia

Profissionais revelam suas estratégias para criar uma rotina de sono saudável

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

baby-sleeping-on-blue-blanket-picture-id905221876

(Foto: iStock)

São três horas da manhã e seu bebê ainda está acordado e chorando. O que fazer? Tirá-lo do berço e balançar? Deixá-lo chorar e apenas dar aquela conferida para ver que está tudo bem? Amamentar? Calma, vamos te ajudar. Você já ouviu falar em treinador de sono infantil? Ele sim, saberia o que fazer. Esse especialista do século 21 ganha a vida ajudando pais a colocar bebês em uma rotina de sono saudável, com planos personalizados, telefonemas e pernoites. Nos Estados Unidos, os serviços podem variar de 50 dólares em um curso online até 3.500 dólares para visitas noturnas e um ano de suporte.

Para te ajudar, conversamos com quatro profissionais americanos experientes na área e separamos dicas que, além de valerem ouro, ainda são estratégias que realmente funcionam para colocar o bebê para dormir. Dá uma olhada:

O casal precisa estar unido

“Eu tive pais me ligando e dizendo: ‘Eu preciso fazer isso sem o meu parceiro saber’”. Isso porque, muitas vezes não concordam sobre continuar ou parar a amamentação noturna. A escritora Kim West conta que já encontrou casos em que a mãe tenta criar uma nova rotina, mas o pai realmente não consegue lidar com o choro. “Seja qual for o motivo, o treinamento do sono tende a ter muito menos sucesso quando um dos pais pensa (e diz): ‘Você criou esse problema, agora conserte’”. Tente conversar e chegar em um acordo com seu parceiro. Isso deve ser feito em parceria e tentem não explodir durante um choro à meia-noite.

Tenha calma, nem todo suspiro vai dar em choro

Nem todo som que seu bebê faz à noite significa que ele precisa de colo ou ser alimentado. Os suspiros podem significar que ele está se acomodando durante o sono – e mexer nele pode piorar o problema, especialmente se ele não estivesse realmente acordado. Antes de tomar alguma atitude, dê uma olhadinha na babá eletrônica para ter certeza de que seu bebê está bem.

Não faça comparações

Cada bebê é de um jeito. Então, o que funcionou com o filho da vizinha, pode ser que não dê certo com o seu. “Para cada criança com quem trabalho, levo em conta seu temperamento, as personalidades dos pais e seu estilo de vida”, explica Brooke Nalle, fundadora de um serviço de treinamento de sono para famílias.

Crie uma rotina para a hora de dormir

Pode parecer uma coisa boba para se fazer com um recém-nascido, mas realmente resolve. Os especialistas em sono aconselham que você comece o o treinamento do sono quando o bebê completar três meses, mas, enquanto isso, você pode criar uma rotina saudável para a hora de dormir desde o primeiro dia de vida do seu filho. Diminua as luzes de 30 minutos a uma hora antes de dormir, isso ajuda a reduzir os níveis de cortisol. Em seguida, dê ao seu bebê um banho e sua última refeição do dia, seguido por uma história para dormir e uma música calma. Faça isso rigorosamente todas as noites, assim será mais fácil treiná-lo futuramente.

Observe sinais de sono

Alguns pais mantêm seus filhos acordados até tarde da noite para aproveitar o tempo junto, mas isso pode acabar com a rotina de sono biológico do bebê. Para uma criança de três a seis meses, a hora ideal para dormir é bem cedo – tente não passar das sete da noite. Uma dica é levar em consideração que o bebê tem um intervalo de cerca de três horas entre seus cochilos.

Priorize as sonecas

O sono diurno leva a um melhor sono noturno. Uma criança cansada muitas vezes não consegue dormir direito –  isso pode parecer estranho, mas o bebê pode se sentir superestimulado, fazendo com que ele chore ao invés de dormir. Anote aí: crianças com menos de seis meses precisam de quatro a cinco sonecas por dia, enquanto bebês mais velhos precisam de duas a três.

Acompanhe suas refeições

Sabia que ter refeições regulares ajuda na hora de dormir? Saber que seu bebê está se alimentando bem durante o dia, te dará a certeza de que ele pode dormir à noite sem precisar mamar ou dar uma mamadeira.

Não surte com pequenos passatempos

“Alguns pais me ligam em pânico porque agora os dentes do bebê começaram a nascer ou porque está com o nariz entupido”, diz West. Dar ao seu seu filho um conforto extra por algumas noites não vai jogar todo o seu trabalho das outras noites no lixo – mas não se esqueça de voltar à rotina assim que ele estiver melhor.

Não duvide de você mesma

Não é egoísmo da sua parte querer dormir mais. Então, não se sinta culpada e acredite que ensinar seu bebê a dormir por longos períodos à noite é bom para ele também. Além disso, quando você estiver descansada, tudo será melhor para você e o seu filho. Uma mãe tranquila, feliz e com o sono em dia, resultará em um bebê feliz e tranquilo também!

Leia também:

8 dicas para você entender o sono do seu bebê

Saindo de fininho: vídeo de mãe escapando do quarto do filho vai fazer você gargalhar

12 dicas para ajudar seu bebê a dormir a noite toda

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não