Bebês

As primeiras gêmeas albinas da Argentina nasceram e são lindas! Veja fotos

Catalina e Virgínea nasceram com 36 semanas

Rhaisa Trombini

Rhaisa Trombini ,Edileyne e Geraldo

Os pais ficaram muito felizes com o nascimento das meninas (Foto: Reprodução/ Portal +Vibes)

Os pais ficaram muito felizes com o nascimento das meninas (Foto: Reprodução/ Portal +Vibes)

A Argentina ganhou duas novas habitantes muito especiais. As gêmeas Catalina e Virgínea nasceram com 8 meses de gestação e são albinas! A comunidade de Delfín Gallo nem imaginava que isso pudesse acontecer e agora as meninas são o centro das atenções.

Albinismo é uma condição que causa problema na produção de melanina, causando ausência de pigmentação na pele, podendo alcançar até o cabelo e os olhos! Não é possível identificar o distúrbio antes do nascimento, mas a família está encantada com as gêmeas!

Catalina e Virgínea nasceram saudáveis e lindas (Foto: Reprodução/ Portal +Vibes)

Catalina e Virgínea nasceram saudáveis e lindas (Foto: Reprodução/ Portal +Vibes)

Jorge Gomez, o pai das meninas, declarou ao LV12 que “Quando eles nos deram a notícia de que teríamos dois bebês, isso nos deu muita felicidade, e quando as meninas nasceram e vimos que eram albinas, nossa felicidade não mudou em nada. Para nós, é uma bênção.”

Catalina nasceu com 2,7 kg e Virgínea com 2,5 kg. Agora, a família precisa ter cuidado redobrado com  sol, passando o protetor e evitando exposição desnecessária. Além disso, a condição pode causar problemas de visão!

Elas são as primeiras gêmeas albinas da Argentina (Foto: Reprodução/ Portal +Vibes)

Elas são as primeiras gêmeas albinas da Argentina (Foto: Reprodução/ Portal +Vibes)

As meninas nasceram com 36 semanas (Fonte: Reprodução/ Facebook Rioja On Line

As meninas nasceram com 36 semanas (Fonte: Reprodução/ Facebook Rioja On Line

Leia também:

Síndrome de Down não é doença, é uma condição!

Criança com vitiligo se sente mais confiante tendo um amigo na mesma condição

David Beckham visita menina de 11 anos no hospital e o motivo não é nada triste