Assaduras: pediatra explica como evitar e tratar esta irritação na pele do bebê

Médico do departamento Materno-Infantil do Hospital Albert Einstein, dr. Claudio Len deu mais informações para os pais sobre o assunto

Resumo da Notícia

  • Dr. Claudio Len, pediatra, dá mais informações sobre assaduras em bebês
  • O especialista também citou os cuidados com a pele necessários
  • Saiba como evitar e tratar esta irritação

Por que os bebês têm assadura? A resposta é bem simples: a pele da região genital e das nádegas dos bebês é muito delicada, e costuma ficar aquecida e úmida pelo uso das fraldas. Com isto, o contato com a urina ou mesmo o atrito causam irritação e vermelhidão. As assaduras ocorrem mesmo em bebês bem higienizados, ou seja, podem vir e ir meio que “do nada”.

-Publicidade-
Os cuidados com a pele do bebê ajudam a evitar as assaduras
Os cuidados com a pele do bebê ajudam a evitar as assaduras (Foto: Shutterstock)

Em alguns bebês, as assaduras podem estar associadas a infecções por fungos, como a monília ou cândida. Este tipo de assadura é mais comum nos dias mais quentes e abafados, ou depois do uso de antibióticos. Nas assaduras comuns, a pele fica avermelhada de uma maneira homogênea; já na monilíase observam-se pequenas bolinhas vermelhas e brilhantes, que podem ter uma descamação na borda.

O seu pediatra de confiança certamente saberá identificar o tipo de assadura para que sejam tomadas as medidas de tratamento, que incluem cremes de proteção e pomadas antifúngicas. Pode haver alergia a algum tipo de fralda, mas isto não é comum. A higiene dos bebês deve ser feita com água corrente, algodão ou lenços umedecidos. Recomendo que os pais usem sabonetes neutros e pouco perfumados. A pele da região genital é delicada, portanto, deve-se evitar uma fricção muito forte, especialmente nos recém-nascidos com poucos dias de vida.

Os pais devem ficar atentos para assaduras muito fortes, nas quais a pele fica com aspecto de “carne viva”. Nestes casos, a higiene deve ser feita com água corrente, na pia mesmo. Para a secagem devem ser utilizadas fraldas ou toalhas bem macias, ou secadores de cabelos. A boa notícia é que as assaduras costumam ser bem transitórias e a grande maioria desaparece em poucos dias com cuidados simples da rotina.

Parece que minha filha sempre fica assada quando come uva. É possível essa relação com alimentos?

Marina, mãe de Helena e Beatriz

Geralmente, não se consegue estabelecer uma relação entre a ingestão de um alimento e o aparecimento de assadura. Mas faz sentido imaginar que alimentos mais ácidos possam mudar o pH da urina e/ou fezes. Neste caso, evite temporalmente e reintroduza após 2 a 3 semanas para uma comprovação de causa e efeito.

Como tratar uma assadura mais severa?

Vanessa, mãe de Francisco

Em primeiro lugar, recomendo que os pais evitem o excesso de roupas e que não deixem as fraldas apertadas. Em segundo lugar, devem ser afastadas causas associadas, como fungos ou infecções. O pediatra é o melhor profissional para esta tarefa.

Na troca de fraldas tem algo que possa fazer pra prevenir assaduras?

Regiane, mãe de Caíque

De um modo geral as fraldas descartáveis são de excelente qualidade. Com isto, as assaduras são bem pouco frequentes. De qualquer maneira, recomendo que você não friccione a pele e use algodão com água ou lenços umedecidos específicos, sempre com delicadeza. Nos casos de irritação, você deve usar cremes protetores de qualidade.