Bebê com doença rara realiza transplante e tem vida salva após “milagre”

Reign Miller-Hardy tinha apenas 10 meses de vida quando foi diagnosticado com a condição, que faz com que o sistema imunológico ataque os tecidos e órgãos saudáveis do corpo

Resumo da Notícia

  • Notícia feliz! Um bebê conseguiu transplante de medula óssea após meses de aflição
  • Ele foi diagnosticado com uma doença rara que faz com que os órgãos e tecidos do corpo sejam comprometidos
  • Ele está se recuperando bem da cirurgia

Reign Miller-Hardy, um bebê que estava enfrentando uma doença rara teve a vida salva graças ao transplante de medula óssea. Depois de muitas batalhas, finalmente encontraram um doador compatível.

-Publicidade-
O bebê está em recuperação (Foto: reprodução/Mirror UK)

O pequeno foi diagnosticado com Linfo-histiocitose hemofagocítica, uma condição em que o sistema imunológico ataca os tecidos e órgãos saudáveis do corpo. Por essa razão, ele precisava urgentemente de um transplante para sobreviver.

O diagnóstico da doença foi feito quando ele tinha 10 meses, em agosto, depois dos pais procurarem o hospital com receio que o filho tivesse sido infectado pelo coronavírus. Ao ser consultado pelos médicos, perceberam que não era isso, mas uma condição que merecia atenção urgente.

Em um primeiro momento, os dados ao redor do mundo não mostraram nenhum doador compatível com o bebê, o que gerou uma verdadeira corrida contra o tempo. Felizmente, depois de esperar, em outubro um doador compatível surgiu.

Agora, os familiares informaram que Reign está a caminho da recuperação. A cirurgia aconteceu em novembro e Lisa Evans, tia avó do menino, comentou ao Mirror UK: “Os médicos conseguiram das células do Reign para juntar as do doador”.

A tia avó da criança comentou a situação (Foto: reprodução/Mirror UK)

Ela contou que o bebê está respondendo muito bem, apesar de apresentar alguns efeitos colaterais da quimioterapia e transplante em si: “Mas ele continua sorrindo e mantendo-se forte”. Lisa disse que ainda é cedo, mas são ótimas notícias.

Os pais do bebê, Scott Hardy e Ashleigh Miller, por conta da pandemia, não puderam acompanhar juntos a evolução, mas alternadamente estiveram presentes durante todo o processo. “Nós sabemos que será uma batalha longa e difícil para o Reign a partir de agora, mas temos muita fé que nosso menino forte irá continuar a lutar e vencer”, finalizou.