Bebê de 7 meses desenvolve herpes e mãe faz alerta: “Sejam chatas, porque é o bebê que sofre”

Dany Santos, dona da página Amor de Mãe no Facebook, usou a rede social para mostrar o rosto da filha e chamar a atenção de outras mães sobre o assunto

Resumo da Notícia

  • Mãe usa redes sociais para mostrar o rosto da filha de 7 meses com herpes e faz alerta
  • Dany Santos disse que geralmente as mães são chamadas de chatas ao pedirem para que as pessoas não beijem as crianças, mas que depois do ocorrido esse é o menor dos problemas
  • O post viralizou e gerou muitos comentários contanto experiências parecidas

Uma mãe usou as redes sociais para fazer um desabafo e um alerta após a própria filha, uma bebê de apenas 7 meses, desenvolver herpes na região próxima à boca. “Quando nós, mães, falamos para as pessoas não beijarem [os bebês], somos chamadas de frescurentas e chatas”, ela escreve no texto.

-Publicidade-

No post, que ainda tem duas fotos da menina com a pele lesionada e com erupções, ela explica como foi o diagnóstico e está sendo o tratamento. “Olha aí minha pequena… Já fiz vários exames e é realmente herpes e agora estou fazendo o tratamento com a pomada que o médico passou”.

“E não tem como saber de quem pegou, porque é de beijo, e a pessoa que beijou ela não necessariamente está com a ferida também, mas sim com o vírus”, ela explica a situação às seguidoras.

A mãe usou as redes sociais para mostrar o rosto do bebê dela com herpes e alertar outras mulheres e familiares (Foto: Reprodução / Facebook / amordemaedany)

No fim do texto da publicação, ela explica que além de servir como desabafo, o caso é um alerta para todas as outras mães. “Estou postando isso para alertar vocês mães, sejam chatas mesmo porque depois é o seu bebê que sofre. Não é porque nunca aconteceu com o filho da pessoa que não vai acontecer com o seu. Alerta!”.

O relato da mãe foi um desabafo e um alerta sobre o perigo de herpes em bebês (Foto: Reprodução / Facebook / amordemaedany)

Nos comentários do post, que viralizou e acumula 14 mil compartilhamentos, as seguidoras se solidarizaram com a situação e até compartilharam experiências. “Eu tenho herpes há 4 anos e minha bebê tem 5 meses e dói em mim saber que tenho que evitar beijá-la, faço apenas carinhos”, escreveu uma. “Meu bebê pegou isso no olho e quase ficou cego, teve que ficar internado pra secar toda a herpes. Foi muito sofrido, não deixem mesmo que beijem seus filhos”, disse outra.

O post viralizou e muitas mães aproveitaram para comentar sobre as experiências que tiveram com filhos que pegaram herpes também (Foto: Reprodução / Facebook / amordemaedany)

Herpes em bebês

A herpes é causada por um vírus muito comum e que pode ser bastante prejudicial para o embrião ou recém-nascido. Apesar de poder aparecer em qualquer parte do corpo, costuma se manifestar nas genitais, rosto ou lábios, segundo a dermatologista do Hospital San Gennaro, Dra. Mayla Carbone.

Apesar do herpes não causar riscos para os adultos, ela pode ser muito séria para o recém-nascido ou embrião. “Nos bebês, o herpes pode ter uma forma mais grave, justamente por causa do sistema imunológico comprometido. Então, podemos ter desde abortos na contaminação do parto, ocorrências de malformações fetais, algumas lesões de pele, olhos, boca, cegueira e infecções do sistema nervoso. Além disso, esses pacientes podem ter o comprometimento hepático também, evoluindo para uma hepatite”.

De acordo com a dermatologista, existem alguns tipos diferentes de herpes, como a herpes simples (tipo 1), herpes genital (tipo 2) e a herpes zoster, que apesar de ser um pouco menos comum que as outras duas, merece atenção. Confira abaixo as características de cada uma delas:

  • Herpes simples: apresenta lesões na mucosa oral, ou em qualquer outra região do corpo. As feridas ocorrem a partir do aparecimento de vesículas, que tem a aparência avermelhada
  • Herpes genital: pode aparecer na região da genitália, vagina, pênis e até mesmo ânus. Geralmente, é transmitida sexualmente
  • Herpes zoster: também conhecida como “cobreiro”, qualquer pessoa que teve varicela (catapora) pode desenvolver este tipo de herpes. “Há o aparecimento das vesículas, que podem evoluir para crostas. A característica principal é a dor nevrálgica, pois acomete os gânglios paravertebrais, causando muita dor”.