Bebê de um ano recebe mordida de colega e professora é afastada da escola

A situação da estagiária da sala está sendo avaliada. A família fez um boletim de ocorrência e pediu que o filho seja transferido

Resumo da Notícia

  • Bebê de um ano recebe mordida de colega
  • O caso chamou atenção nas redes sociais
  • Após a denúncia, a professora que era responsável pela turma foi afastada da escola
  • A situação da estagiária da sala está sendo avaliada
  • A família fez um boletim de ocorrência e pediu que o filho seja transferido

Um menino de um ano e dois meses foi mordido por um colega de sala, que também tem um ano, na última segunda-feira, 21 de fevereiro, em uma Escola Municipal de Educação Infantil em Taquara, no Vale do Paranhana. Depois do ocorrido, a professora que é responsável pela turma foi afastada provisoriamente do cargo, enquanto a Prefeitura de Taquara, por meio da Secretaria de Educação, realiza procedimento de sindicância para apurar o que aconteceu.

-Publicidade-

A situação da estagiária da professora, que auxilia com a turma, está sendo avaliada com a instituição de ensino e estágio que ela está vinculada.

O bebê nasceu em março do ano passado
Mãe faz boletim de ocorrência após filho de um ano levar mordida na escola (Getty: Images)

A mãe da criança denunciou o que aconteceu por meio das redes sociais. “Hoje foi um dia assustador, para nós pais, pois quando saímos de casa e deixamos nossos filhos em uma creche, vamos com a certeza de que tudo ficará bem, que lá ele irá ser tratado com amor, cuidado, proteção, independente se terá outras crianças, até porque as professoras que estudaram para estar ali, estão lá para isso, para ensinar e fazer tudo isso que citei”, escreveu, na publicação.

Ela seguiu contando que o filho já tinha sido mordido pelo menos 7 vezes e disse, ainda, que tudo aconteceu por volta das 11 horas e a escola informou apenas as 14h. “A diretora me disse que tinha acontecido algo desagradável, que ele tinha sido mordido e estava tudo bem. Pediu para eu ir lá, como eu estava no trabalho, antes de qualquer coisa eu perguntei como ele estava”, continuou.

“Perguntei se ele estava marcado ou algo do tipo e ela disse que não, então falei que meu esposo iria. Liguei e ele não pensou duas vezes, chegou lá em 10 minutos”, completa.  Ainda de acordo com ela, o filho chegou em casa “assustado e chorando muito”.

Carla Silveira, secretária de Educação, Cultura e Esportes de Taquara, disse em entrevista ao jornal NH que a escola afirmou que o menino foi atendido no momento em que tudo aconteceu. . “As mordidas não estavam salientes, sendo que era o horário do soninho da criança também. Logo em seguida, por volta das 12h30, ainda dormindo, as profissionais da Escola perceberam que as lesões estavam mais aparentes. Neste momento contataram a Secretaria de Educação e imediatamente orientamos a equipe para que os pais fossem avisados e viessem até a escola”, disse.

Bebê de um ano recebe mordida de colega e professora é afastada da escola
Bebê de um ano recebe mordida de colega e professora é afastada da escola (Foto: reprodução Jornal NH)

Depois da repercussão do caso nas redes sociais, a prefeitura da cidade disse que está oferecendo suporte à família da criança mordida. A mãe contou que recebeu uma ligação pedindo que a família se encaminhasse para a Secretaria da Educação para falar sobre o assunto, mas que o esposo logo recusou porque acreditam que a prefeitura vai tentar “coagi-los a não tomar providências”.

A família registrou um boletim de ocorrência sobre o acontecimento na última terça-feira, 22 de fevereiro. Os pais também solicitaram a mudança de escola do filho.