Bebê nasce com lábio leporino e mãe mostra a grande transformação após cirurgia

O caso aconteceu em Erdington, na Inglaterra

Mãe mostra resultado da cirurgia de lábio leporino do filho de 1 ano e 4 meses (Foto: reprodução / Facebook)

George Thompson, que hoje tem 1 ano e 4 meses, nasceu com uma fenda palatina bilateral, também conhecida como lábio leporino. O bebê vive em Erdington, na Inglaterra, com a mãe e precisou passar por duas cirurgias. De acordo com o site Primi Stili, A primeira aos 5 meses e a outra aos 11 para corrigir a malformação genética.

-Publicidade-

Os dois procedimentos já causaram grande mudança na aparência da criança. Antes da cirurgia, George estava com dificuldades para se alimentar e sofria muito com refluxo. Após a primeira cirurgia, que durou aproximadamente 5 horas, o refluxo melhorou bastante, segundo a mãe do bebê.

“A primeira cirurgia teve suas dificuldades é claro, o rosto dele inchou durante semana e ele precisou de morfina e ibuprofeno para lidar com a dor nas duas primeiras semanas. Mas depois, ele ficou incrível. Ficou muito mais confortável, o refluxo, com o qual sofria desde o nascimento, melhorou demais”, contou Megan Thompson.

-Publicidade-

Já na segunda cirurgia, que durou 5 horas também, mais benefícios vieram para a vida de George. “Dois meses após esta segunda cirurgia ele pode beber em uma mamadeira normal pela primeira vez!”, lembrou Megan.

George nasceu com uma fenda palatina bilateral, mais conhecida como lábio leporino (Foto: reprodução / Facebook)

A condição de George é genética e foi herdada de Megan, que também nasceu com a fenda. “Quando eu soube que ele também teria a mesma condição, eu me senti culpada. Até porque eu sofri muito bullying na infância por causa desta condição. Mas quando ele nasceu todos meus medos desapareceram, eu achei que ele a criança mais linda do mundo! Eu e meu marido ficamos muito felizes”.

De acordo com a mãe, George vai passar por mais uma cirurgia quando tiver 8 anos de idade. “Após essa cirurgia, o restante dos procedimentos são cosméticos e ele decidirá se vai querer fazer ou não. Para mim ele sempre foi e sempre será perfeito. Lembro quando um homem olhou para ele antes de ter feito qualquer cirurgia e perguntou: ‘Quando você vai arrumar ele?’. Eu então respondi: ‘Ele vai fazer a primeira cirurgia em breve, mas eu não vou arrumar ele porque meu filho não está quebrado!’”.

Entenda o que é lábio leporino

Geralmente, a fenda atinge somente o lábio (conhecido como lábio leporino), apenas o palato (céu da boca) ou o lábio e palato juntos. Hoje, as causas da má formação são consideradas multifatoriais, envolvendo aspectos ambientais e genéticos. De acordo com o Dr. Diógenes, pai de Daniella e Camilla e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, para realizar a primeira cirurgia a criança deve estar mais desenvolvida, com maior peso, estruturas ósseas faciais mais rígidas e fendas mais estreitas, possibilitando melhores resultados a longo prazo. O indicado é que o primeiro procedimento ocorra entre o terceiro e sexto mês de vida do bebê.

Para garantir uma vida mais tranquila, é importante ter o acompanhamento multiprofissional com especialistas em fissuras desde o nascimento até o final da adolescência. Ou seja, ter sempre a orientação de um cirurgião plástico, fonoaudiólogo e um ortodontista Atualmente, o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC), da Universidade de São Paulo, é referência no tratamento de fissuras e oferece auxílio gratuito à população.

Uma dúvida comum é sobre a amamentação e, de acordo com a fonoaudióloga Daniela Barbosa, filha de Manaceses e Maria Salete, a condição não é impedimento nenhum. Ela explica que quando o céu da boca não tem fenda, as dificuldades de alimentação são mínimas. Agora, se a fissura existe, a situação é mais complicada. “São bebês que não têm pressão suficiente para a sucção do leite no seio da mãe e, muitas vezes, precisam da fonoaudióloga para avaliar e testar qual a melhor maneira de acordo com a força do bebê”, explica. Nesse caso, o aleitamento com sonda, chamado de trans lactação, e a utilização de mamadeiras podem ser boas alternativas.

Assista à mais conteúdos da Pais&Filhos no nosso YouTube. Veja o vídeo abaixo:

Leia também:

Lábio leporino: entenda o que é e quais os tratamentos

Ana Hickmann conta que o sobrinho nasceu com lábio leporino e posta foto do bebê: “Lindo e perfeito”

Boa notícia: novo projeto garante tratamento no SUS para crianças com lábio leporino

-Publicidade-