Bebê pode ter estrias? Entenda quando o problema acontece

Para evitar o aparecimento de estrias no seu filho, é importante tomar os cuidados necessários e usar os produtos adequados

Resumo da Notícia

  • Ainda que seja raro de acontecer, estrias podem surgir na pele dos bebês
  • Elas aparecem quando altos níveis de corticoides são usados em tratamentos de alergia
  • A hidratação da pele pode ajudar a evitar o aparecimento de estrias
A pele do bebê é muito delicada e os cuidados devem ser redobrados para que não ocorra o aparecimento de estrias
A pele do bebê é muito delicada e os cuidados devem ser redobrados para que não ocorra o aparecimento de estrias (Foto: Getty Images)

Nada melhor do que sentir o cheiro da pele de bebê! O toque sensível e delicado transmite muito amor entre pais e filhos. No entanto, para manter essa relação, é superimportante que a pele do bebê esteja saudável e capaz de protegê-lo durante o seu desenvolvimento. A pele possui três camadas com características e funções diferentes, mas que, juntas, contribuem para o bom desenvolvimento do corpo.

-Publicidade-

Embora seja raro acontecer em bebês, é possível que apareçam estrias na pele deles. Isso ocorre quando os bebês precisam ser tratados com altos níveis de corticoides, devido à dermatite atópica ou às assaduras, por exemplo.

Os corticoides são a versão sintética do hormônio cortisol, produzido pelas glândulas suprarrenais do corpo humano. Como medicamento, eles possuem diversas funções e podem ser usados em diferentes tratamentos e combate a doenças, pois tem ação anti-inflamatória, antirreumática e antialérgica. Após o uso do remédio, a pele do bebê afetada por irritações ou alergias costuma apresentar melhoras, mas de acordo com Cíntia Guedes, mãe de Helena, e dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, toda vez que a coceira, a vermelhidão e o desconforto voltam, muitos pais dão mais doses do medicamento e por mais tempo, o que pode provocar estrias na pele do bebê.

O que é estria?

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, estria é uma atrofia tegumentar adquirida que surge quando as fibras elásticas e colágenas se rompem e formam cicatrizes.

As estrias aparecem quando as fibras elásticas e colágenas se rompem
As estrias aparecem quando as fibras elásticas e colágenas se rompem (Foto: Divulgação)

É na derme, camada intermediária, que são encontradas as fibras de colágeno e elastina, responsáveis pela sustentação, firmeza e elasticidade da pele. As estrias ocorrem quando a derme entra em processo inflamatório e as fibras se rompem, formando cicatrizes que, ao longo do tempo, atrofiam.

O que causa as estrias?

As estrias são comumente associadas ao estiramento intenso e rápido da pele e ao crescimento do corpo, mas também estão relacionadas à questão hormonal, com a aplicação em excesso dos corticoides. Uma pele desidratada é uma característica que deixa o bebê mais propício a desenvolver estrias. Geralmente, elas aparecem mais na região da barriga, nos braços, no bumbum e na coxa.

Sintomas

Para evitar que as estrias se tornem lesões marcantes na pele do bebê, os pais precisam ficar atentos aos primeiros sinais. Se identificadas logo no início, o tratamento será mais eficaz. As estrias iniciais são lineares e rosadas, suavemente elevadas e provocam muita coceira e ardência. É superimportante garantir que o seu filho não coce, porque isso pode destruir as fibras que dão firmeza à pele, favorecendo o surgimento ou agravamento das estrias. Já na fase tardia, elas são brancas com espessura e largura que podem variar de tamanho.

Como prevenir?

Não usar altos níveis de corticoides nos bebês é a solução. Os pais devem dar ao filho apenas a quantidade indicada pelo dermatologista ou pediatra para que o problema de irritações seja tratado, sem que corra o risco do aparecimento de estrias na pele do bebê.

Fique atento aos sintomas de estrias na pele do bebê e saiba como prevenir
Fique atento aos sintomas de estrias na pele do bebê e saiba como prevenir (Foto: Getty Images)

Manter a pele sempre muito bem hidratada também é uma boa forma de evitar que as estrias se formem. “Se a pele está mais hidratada, ela fica mais elástica e menos propícia ao aparecimento de estrias”, explica a dermatologista.

Deve-se aplicar o creme hidratante específico para a pele dos bebês todos os dias depois do banho, já que é estando úmida que a pele absorve melhor os produtos aplicados sobre ela. A Loção Hidratante Dermocalmante da Granado hidrata profundamente e restaura a barreira protetora do bebê. Nas peles sensíveis, ela pode aliviar coceiras e vermelhidão.

A Loção Hidratante Dermocalmante da Granado é formulada com ceramidas, alantoína, proteínas do trigo, da aveia e amêndoa doce, manteiga de karité e óleo de girassol
A Loção Hidratante Dermocalmante da Granado é formulada com ceramidas, alantoína, proteínas do trigo, da aveia e amêndoa doce, manteiga de karité e óleo de girassol (Foto: Divulgação)

Como não agride a pele delicada do seu filho, ela pode ser usada desde o nascimento e todos os dias. Então, crie o hábito de hidratar cuidadosamente o corpo do bebê e dê mais atenção para as partes em que o aparecimento de estrias é mais comum.

Os óleos, principalmente os ricos em vitamina E, também são importantes para a saúde do bebê. A Granado tem uma linha especial de produtos suaves e específicos para a pele, formulada com óleos vegetais que protegem e nutrem a pele do bebê.

A Granado tem uma linha de óleos suaves, hipoalergênicos e 100% vegetais
A Granado tem uma linha de óleos suaves, hipoalergênicos e 100% vegetais (Foto: Divulgação)

Ao passar o olho, faça massagens nas partes onde as estrias geralmente surgem. Além de prevenir o aparecimento dessas cicatrizes, você promove relaxamento e tranquilidade ao seu bebê e transmite muito carinho e cuidado através do toque.