Bebê prematuro tem alta após ficar 14 dias entubado com covid-19: “Não faltou fé e oração”

Theo nasceu de 7 meses e rejeitava a amamentação por isso não conseguiu desenvolver anticorpos por isso precisou ficar internado por 67 dias

Resumo da Notícia

  • Theo de apenas 4 meses ficou entubado por 14 dias após piora no quadro clínico
  • A mãe deu a luz a gêmeos que nasceram prematuros com 29 semanas
  • Um dos bebês rejeitou a amamentação por isso não conseguiu criar anticorpos necessários para proteje-lo da covid
  • A mãe contou que após a alta ele está bem melhor

O bebê Theo Izaquiel dos Santos, que agora está com 4 meses, nasceu de 29 semanas em um parto prematuro junto com o irmão gêmeo Arthur. A mãe Késcilly Ribeiro dos Santos, 29, contou em entrevista exclusiva ao G1 como foi a trajetória do pequeno guerreiro.

-Publicidade-

As dificuldades começaram logo no nascimento, com apenas 7 meses de gestação a mãe teve os gêmeos Theo e Arthur, porém ela relatou que Theo estava rejeitando a amamentação, por isso não conseguiu desenvolver anticorpos que protegem ele do vírus.

Késcilly tomou as duas doses da vacina contra o coronavírus, o bebê Arthur não teve nenhuma complicação pois aceitava a amamentação normalmente. Theo foi internado no dia 1 de Setembro, e horas depois precisou ser entubado, ele passou nove dias na entubação.

Theo precisou ficar internado por 27 dias
Theo precisou ficar internado por 27 dias (Foto: Reprodução/G1)

No dia 9 de Setembro o bebê foi extubado e pôde receber visita da mãe no dia 11, aniversário dela: “Consegui visitá-lo apenas no dia 11, que era o meu aniversário, após muita insistência e uma grande paramentação. Precisava cuidar dele e mostrar que estava ali, que não iria deixá-lo sozinho”, contou a mãe.

A mãe teve um choque após uma piora no quadro clínico de Theo, ele sofreu uma parada cardíaca, seguida de convulsão, pneumonia e anemia, precisando de doação de sangue. Os médicos precisaram internar ele novamente.

“Sofri um novo choque. Cada intubação que ele teve desde o nascimento me impactou muito. Era a quarta intubação em quatro meses de vida. Em uma fase da internação, um médico chegou em mim e falou que só com muita oração o Théo seria salvo”, disse a mãe para o G1.

Depois de ficar 14 dias entubado e 27 dias internado, Theo finalmente recebeu alta e pôde ir para a casa juntamente com a mãe e o irmão gêmeo Arthur. A mãe contou que ele ainda não está 100% mas já está até brincando.

Theo e Arthur nasceram de 29 semanas e hoje em dia estão com 4 meses
Arthut do lado direito da foto e Theo do lado esquerdp (Foto: Reprodução/G1)