Bebê se cura de coronavírus após 54 dias internado e terá comemoração virtual pelo mesversário

Os pais imaginam que o filho contraiu a doença após uma visita aos parentes e contaram com muita fé e ajuda médica para superar essa fase

Resumo da Notícia

  • Dom testou positivo para o coronavírus e ficou 54 dias internado no hospital
  • Os pais contaram que passaram por um misto de emoções e desacreditaram por um momento
  • O bebê recebeu alta depois de se curar da doença e terá uma festa especial em casa para comemorar os 6 meses de vida
A comemoração será em segurança, mas com a família toda (Foto: reprodução/Jornal Extra)

Motivos de sobra para comemorar! Um bebê de cinco meses infectado pelo novo coronavírus se curou da doença após ficar 54 dias internado no hospital. Dom é filho de Wagner Andrade e Viviane Monteiro, que moram em Irajá, Rio de Janeiro.

-Publicidade-

Diante da notícia, os pais decidiram fazer uma celebração especial quando o menino completar seis meses de vida, mas claro, em segurança. Assim, em 14 junho o “Parabéns para você” terá um gostinho especial depois de dois “mesversários” no hospital.

Pais e filho está em casa em quarentena e já programaram uma ligação por vídeo para toda família participar desse momento. “Vivemos um momento mágico na hora da alta, porque por vezes a gente pensou que não traria mais ele para casa. Sair com nosso filho nos braços foi indescritível”, contou a mãe ao jornal Extra.

-Publicidade-

Viviane e Wagner acreditam que Dom foi infectado durante uma visita a casa de parentes. O casal também fez o teste para covid-19, mas ambos apresentaram resultado negativo. Ela aproveitou para elogiar e agradecer a equipe médica.

Os pais tiveram apoio psicológico durante o período de internação do filho (Foto: reprodução/Jornal Extra)

“A gente estava numa corda bamba. Não sabíamos se daria certo. Contávamos com um milagre, sequelas e até a morte”, completou o pai. Ele recebeu ajuda psicológica no hospital durante esse período.

“A gente está maravilhado e ainda em êxtase. Com certeza foi um milagre (a recuperação). Claro que a equipe (do hospital) foi incrível, mas eu acredito que Deus fez tudo que tinha que fazer por meio dos profissionais que colocaram as mãos no nosso filho. A todo momento a gente pediu muito, a gente ajoelhava, rezava… Com certeza, Deus ouviu nossas preces. Várias pessoas que eu nem conheço, minhas irmãs, meus tios, todos estavam orando. Aquela corrente foi se expandindo por outras religiões, tinha gente espírita, evangélica e do candomblé. O nome dele estava em todas as mesas, em todas as correntes. Tinha grupos no WhatsApp e no hospital. Na minha concepção, foi Deus que proporcionou essa vitória para a gente”, afirmou a mãe.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-