Bebês

Bebê sofre de infecção após enfermeira deixar 3 lenços na vagina da menina: “Foi assustador”

A família da neném chegou a ser suspeita de assédio após o erro da enfermeira

Emily Santos

Emily Santos ,filha de Maria Teresa e Francisco

A fralda Roupinha deixa seu bebê mais livre para explorar o mundo (iStock)

Uma família suíça passou meses de desespero por causa das dores sentidas pela bebê e depois pela suspeita de abuso sexual à menina que recaiu sobre membros da família. No entanto, todo o tormento causado por 3 lencinhos deixados no canal vaginal da neném foi revelado ter sido causado por uma enfermeira que atendeu a menina assim que ela nasceu.

O caso revelado pelo jornal britânico The Sun denunciou que a bebê passou meses de dor após ter recebido alta do hospital, que eram ainda piores quando ela fazia xixi. Depois de dois meses em casa, Tatiana Sibasova, mãe da menina, reparou na ponta de um lenço saindo do canal vaginal da filha e a levou a uma ginecologista.

No consultório, o primeiro lenço foi retirado e a menina foi diagnosticada com infecção nas genitais. No entanto, os problemas persistiram e a menina começou a cheirar mal, mesmo com todos os cuidados dos pais com a higiene da filha.

Foi então que o segundo lencinho cirúrgico foi retirado e pouco depois, o terceiro. A bebê, que teve o hímen danificado, precisou ser colocada sob anestesia geral para a retirada do último e após este episódio, a polícia local passou a acompanhar o caso.

Inicialmente, a suspeita dos investigadores era que a menina teria sido vítima de abuso sexual por algum membro da família. “Houve interrogatórios e nossa família estavam sob suspeitas. Foi assustador”, desabafou a mãe.

O pai da menina ainda ficou como suspeito de ter abusado da bebê ou da filha mais velha do casal, mas a polícia descobriu que o tipo de lenço encontrados dentro da menina eram usados somente em hospitais.

Então, os policiais entraram em contato com a enfermeira  Lyudmila Cherkasova que limpou a menina após o nascimento e ela confessou que havia deixado os lenços no canal vaginal da bebê porque ela estava sangrando ao nascer. A mulher disse que não havia contato tudo antes porque estava com medo de perder o emprego. Ela vai responder pelo crime de negligência, após as acusações de abuso sexual serem derrubadas. Se condenada, ela pode pegar 4 meses de reclusão.

Atenção!

Nenhum tipo de barreira ou objeto deve ser colocado no canal vaginal da criança em caso de sangramento. Um especialista deve ser consultado e direcionará ao melhor tratamento.

Leia também:

Pai faz denúncia e mostra crianças sendo medicadas ao lado de lixo hospitalar

Criança de 5 anos morre no corredor do Hospital depois de 16 horas de espera

Mãe leva filha com dor de barriga para o hospital e leva um susto com o diagnóstico