Bebês

Como economizar no enxoval do bebê: 9 dicas práticas e simples

Aprenda a fazer ótimas escolhas e gastar menos na hora das compras para o bebê

selo - Tudo para bebê1
Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: iStock)

Dicas espertas para economizar na compra do enxoval do bebê (Foto: iStock)

Quando se está esperando um bebê, um dos momentos mais importantes é a compra do enxoval. Entre carrinho, roupas e brinquedos, é muita coisa linda e difícil de resistir. Claro que você vai querer caprichar e comprar tudo de melhor e necessário para o seu filho, mas isso não quer dizer gastar uma fortuna logo nos primeiros meses de gravidez. Calma, vai dar tudo certo! Se você não quer se perder e acabar desembolsando mais do que o necessário, preparamos nove dicas para economizar na compra do enxoval do bebê:

1. Tenha uma lista

Ao preparar o enxoval, você vai ficar com vontade de comprar tudo que ver pela frente. Mas a primeira recomendação é saber exatamente o que você precisa e focar no indispensável. Tenha em mãos uma lista (neste link, você pode imprimir uma supercompleta para facilitar sua vida) antes de ir às compras, seja para montar o enxoval todo de uma só vez ou pouco a pouco. Dessa forma, você vai ter um controle maior sobre o que está faltando e pode ir riscando o que já foi comprado, sem correr o risco de levar para casa o mesmo item de marcas diferentes.

2. Aceite ajuda

Não tenha vergonha de pedir e aceitar ajuda dos parentes e amigos mais próximos – afinal, eles vão querer participar desse momento de todas as formas. Aceite os presentes que vão chegar com muito carinho.

3. Aproveite o chá de bebê

Além de juntar a família toda e os amigos para comemorar a chegada do seu filho, o chá de bebê é uma ótima oportunidade para pedir o que ainda está faltando da sua lista de enxoval. Assim, em vez de ficar com cinco gorros e nenhum body, você aumenta as chances de ter o que precisa. Também vale escolher todos aqueles itens menos essenciais que você gostaria de ter para, quem sabe, passar para familiares e amigos. Afinal, ninguém resiste a uma frescura de bebê!

4. Converse com outras mães

Pergunte para pais e mães de filhos um pouco maiores o que eles acham realmente necessário no enxoval, de acordo com a experiência que tiveram. Você pode descobrir, por exemplo, que há crianças que só foram usar sapatos ao dar os primeiros passos.

5. Reaproveite coisas de amigas e familiares

Muitas roupas de recém-nascidos – especialmente aquelas mais bonitas e vestidas só em ocasiões especiais – são pouco usadas. Desde que esteja em boas condições, tudo pode ganhar um novo uso. E você pode ter isso em mente se quiser ter o segundo ou terceiro filho.

6. Invista em tamanhos grandes

Uma dica clássica, mas que merece atenção. Se não for ficar esquisito ou exageradamente grande, tente comprar peças maiores para o seu filho. Essa é uma ótima forma de fazer que ele consiga usar a roupa por muito mais tempo.

7. Compre tudo em um lugar só

Antes de decidir onde vai fazer as compras, faça uma pesquisa de preços. Quando achar um local com produtos e valores atrativos, aproveite para comprar tudo de uma só vez. Isso porque, além de economizar tempo, você gasta menos dinheiro e pode receber descontos e opções de parcelamentos especiais. Também vale ficar atenta às promoções especiais que grandes lojas fazem em períodos específicos, como o Extra — veja aqui a unidade mais próxima de você

8. Pense na qualidade

Na hora das compras, pense na qualidade dos produtos, para escolher os que vão durar mais. Macacões e calças sem pé ou com pés dobráveis servem por mais tempo, enquanto bodies de malha bem fina e barata, mas de má qualidade, podem deformar na primeira lavagem e dar prejuízo! Mas não precisa exagerar, ok? Não caia nessa de escolher peças caras só por causa da marca. Roupa boa tem que ser feita com um tecido confortável e que não provoque alergia.

9. Fique atenta à estação do ano em que o bebê vai nascer

Antes de ir às compras, veja em qual estação do ano seu filho vai nascer e pense nos tecidos. As roupas e alguns acessórios podem mudar muito dependendo da época do ano em que você dará à luz. Até o local pode influenciar nessa lista, já que algumas cidades têm climas mais quentes ou frios do que outras: não faz sentido comprar gorros e luvas de frio se o seu filho nascerá em pleno verão carioca, por exemplo. Tecidos mais pesados, como lã ou linha, serão usados no outono e inverno, enquanto os leves, como malha de algodão, são melhores no verão ou primavera. Ficar atento a esse fator é essencial para saber quantos bodies de manga curta ou comprida comprar e quais os tamanhos, evitando levar para casa peças desnecessárias.

Leia também: