Bebês

Como não surtar com a quantidade de fraldas do bebê: 5 dicas para economizar

Mesmo com tantas despesas, é possível gastar menos dinheiro

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: Getty Images)

(Foto: Getty Images)

Se existe uma coisa com que as mães e pais se preocupam desde o início da gravidez é a quantidade de fraldas que o filho vai usar. Afinal, estamos falando de um dos itens que mais fazem com que a família gaste dinheiro, por ser uma necessidade básica dos bebês e crianças pequenas – frequente na rotina deles até o momento do desfralde, que acontece entre 2 e 3 anos de idade. Mas não precisa se desesperar: é possível organizar tudo para economizar e ao mesmo tempo manter seu filho sempre sequinho.

Antes mesmo de pensar na quantidade, o tamanho das fraldas é um item essencial: como os bebês se desenvolvem muito rápido no primeiro ano, preparar um grande estoque de fraldas para recém-nascidos e de tamanho pequenos não é a melhor das ideias. Outro cuidado é comprar fraldas de marcas variadas, para que você teste no seu filho e veja com qual ele se adapta melhor para não ter alergias. A seguir, confira cinco dicas para você não surtar com a quantidade de fraldas e economizar dinheiro:

1. Faça um chá de fraldas

É uma ótima opção para ganhar muitos pacotes de fraldas e ainda comemorar com os amigos e a família a chegada do bebê. O ideal é pedir diferentes tamanhos de fraldas aos convidados, a fim de manter um bom estoque para as diferentes etapas do seu filho.

2. Compre em maior quantidade

É possível conseguir vários descontos em compras maiores. Além disso, ao comprar pacotes com mais quantidade de fraldas, você acaba pagando menos no valor unitário e ainda consegue mais descontos em um lugar só. Vale apenas se atentar ao tamanho da fralda, já que elas vão ficando pequenas com o tempo.

Dica esperta: se for comprar uma grande quantidade de fraldas, não se esqueça de conferir o prazo de validade.

3. Troca de fraldas

Caso você fique com muitas fraldas sobrando em casa que já não servem no seu bebê, faça uma troca com outros pais. Além de evitar a compra de novos pacotes, elas não ficam paradas no armário e nem acabam indo para o lixo. Vale entrar em grupos de mães no Facebook, falar com as amigas e familiares para encontrar outras grávidas e mães de primeira viagem e fazer as trocas.

4. Chá de bebê online

É uma boa alternativa ao chá de fraldas tradicional. Dá para fazer sua lista de chá virtualmente e retirar o valor arrecadado dos presentes em dinheiro. Isso porque, em vez de receber os presentes de seus convidados no dia da festa, você cria um site com valores de produtos simbólicos, que serão “comprados” pelos seus familiares e amigos. Além da facilidade de poder comprar a marca e o tamanho que deseja com o dinheiro recebido, você terá mais tempo para pesquisar os melhores preços e economizar.

5. Faça uma pesquisa de preços

Um dos primeiros passos para conseguir economizar com as fraldas descartáveis é pesquisar bastante sobre as marcas e os locais com melhores preços. Normalmente, os pacotes maiores têm um preço melhor – mas é importante sempre calcular o valor unitário da fralda, e não o do pacote, ok?

Leia também:

Saiba o que pedir aos convidados no chá de bebê para economizar tempo e dinheiro

Como economizar no enxoval do bebê: 9 dicas práticas e simples

Mala da maternidade: a lista de tudo que você precisa levar