Conheça o novo método usado por médicos americanos para dar banho em bebês prematuros

Um hospital nos Estados Unidos está testando um nojo jeito, e parece que os bebês estão gostando

Os bebês adoraram (Foto: reprodução/ Getty Images)

Os pais e as Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) nos Estados Unidos, acabam precisando ter uma variedade de medidas para manter os bebês prematuros saudáveis ​​e confortáveis. Infelizmente, banhar bebês delicados nascidos prematuros pode ser um missão difícil. Por isso, alguns médicos resolveram testar uma nova forma de banhar essas crianças delicadas.

-Publicidade-

“Antes, era tudo para dar ao bebê um banho rápido, para que não ficasse com muito frio. Importava menos se eles gostavam”, disse Joan Muth, enfermeira da UTIN do Hospital Johns Hopkins All Children’s, em St. Petersburg, Flórida, Estados Unidos. “Agora, é mais correto em termos de desenvolvimento fazer com que os bebês se sintam confortáveis ​​e seguros. Existem razões clínicas para não querermos que a hora do banho seja estressante”.

E para esse fim, Joan e a equipe estão praticando uma maneira única e adorável de dar banho aos prematuros: por meio de um banho com toalhas. Parece tão relaxante e reconfortante quanto parece. Durante esse banho não convencional, o recém-nascido é enrolado em um cobertor macio e aconchegante. 

-Publicidade-

Em um comunicado à imprensa, o hospital disse: “Com o banho, o cobertor ajuda a manter o bebê aquecido e confortável, proporcionando um ambiente mais parecido com o do útero. Cada membro é suavemente desembrulhado e lavado, um de cada vez, e depois embrulhado no cobertor novamente. “

Annike, mãe de Elizabeth, a menina que aparece no vídeo, admite que pode ser intimidador pensar em banhar sua frágil filha. “Ela é tão pequena que não quero quebrá-la”, compartilhou Annike. “Confio muito nas enfermeiras.” Veja o vídeo: 

Leia também: 

Útero artificial consegue gerar filhotes prematuros e poderá ser a esperança do futuro

Novembro roxo: também precisamos cuidar das mães de bebês prematuros

Novembro roxo: “Não sabia sobre colo de útero curto e que meu filho poderia nascer prematuro”

    -Publicidade-