De cortar o coração! Número de bebês abandonados aumenta em Belo Horizonte

Nas últimas três semanas foram registradas quatro casos na capital de Minas Gerais. Entenda porque ainda acontece essa crueldade!

Resumo da Notícia

  • Número de bebês abandonados aumenta em BH
  • São 4 ocorrências em apenas três semanas
  • Muitas mulheres tem medo de ser presa por abandono de incapaz
  • Falta informação sobre as maneiras legalizadas de adoção
Número de bebês abandonados cresce em BH (Foto: Getty Images)

Nas últimas três semanas foram registrados quatro casos de abandono de bebês em Belo Horizonte, Minas Gerais. O aumento no número de ocorrências, em meio a uma pandemia de coronavírus, preocupa pois significa em uma falta de informação, das mães sobre maneiras legalizadas de entregar do bebê.

A desembargadora Valéria Rodrigues, responsável pela Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, afirmou que apesar da coincidência de ser em meio a quarentena, não é um fator que atribui para ocorrência dos abandonos. “Muitas vezes, essas mães escondem a gravidez. Então, elas têm medo de ser descobertas pela família e pela sociedade. A entrega legal concretiza o direito fundamental à vida, pois inibe o aborto, tráfico de crianças e adoções ilegais, inegavelmente uma realidade social”, explicou Valéria para o Correio Braziliense. 

A questão é que muitas mulheres grávidas em situações precárias, tinham medo de entregar os filhos para adoção, por medo de ser condenada por abandono de incapaz. No entanto desde que foi implementado o Programa Entrega Legal, deixar aos cuidados do Juizado de Infância e Juventude não é mais considerado crime.

É necessário que essas gestantes que estão passando por momentos de inseguranças e temem o julgamento alheio, no caso de um filho indesejado, tenha acesso as informações corretas, para evitar esse tipo de situação.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!