Desabafo de mãe: “As pessoas precisam respeitar as mães, ELAS sabem o que é melhor para o filho”

A publicação alcançou mais de 2 mil curtidas

(Foto: iStock)
(Foto: iStock)

Um texto que a gente amou está bombando nas redes sociais e resolvemos compartilhar aqui porque você precisa ler. Temos quase 100% de certeza que você irá concordar com essa mãe. A autoria é de Fernanda Vitiello, mãe de Luke, tem uma página no Facebook mais com de 16 mil seguidores que chama Ele me fez mãe”  onde ela compartilha textos sobre o universo materno. O relato compartilhado por Fernanda chamou nossa atenção por falar dos palpites dados por terceiros sobre cuidados com o filho que muitas vezes tentam virar verdades absolutas sem respeitar o desejo da mãe. A publicação chegou a mais de 2 mil curtidas e 1200 compartilhamentos. Leia o texto dela na íntegra:

-Publicidade-

“As pessoas precisam aprender a respeitar as mães. Seja mãe de primeira, segunda, terceira, quarta viagem, ELAS sabem o que é melhor para o filho delas. ELAS. Não você. Seja você a avó, tia, prima, melhor amiga.

Você quer dar seu palpite? Dê. (Afinal, se não puder dar, você vai dar do mesmo jeito). Mas a mãe falou que não? Aceite. Aceite na primeira vez. Aquela mãe não quer saber se você fez com seu filho, e ele sobreviveu. Não interessa para ela que ele tomou coca com 3 meses e “tá vivo até hoje”.

-Publicidade-

Ela não está nem ligando se no seu “tempo” não existia essas coisas. Hoje existe. Existem estudos, existem pesquisas, existem médicos muito bem informados, existem milhares de textos e livros que ela provavelmente leu a gravidez inteira, e ELA vai escolher se resolve seguir ou não. Não é você. Não foi você quem pariu, não é você quem acorda 9739473 vezes à noite para alimentá-lo e acalmá-lo. Então me desculpe, mas não é você quem vai decidir nada. 

Você não concorda com o jeito que ela está criando o filho dela? Que pena! Mas o filho é DELA. E, de novo, ela não está nem aí se você já criou 10 filhos e 20 netos, e ela está fazendo aquilo pela primeira vez. 

Não sei se ficou claro, mas o filho é DELA”.

Ele me fez mãe

Leia também:

“Não sei de onde veio a ideia de que bebê tem que ser bonzinho”

Mãe desabafa sobre a pressão da sociedade para amamentar. Você se identifica?

Mãe desabafa sobre quase afogamento do filho: “momento mais assustador da minha vida”

-Publicidade-