Bebês

Gato preto alerta mãe sobre problema com bebê e criança é levada às pressas para o hospital

O pet usou a babá eletrônica para fazer o aviso

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

Meia-Noite foi adotado por Roy e Bernita (Foto: Reprodução / Youtube)Após muitas tentativas de engravidar e suportar a perda de 3 bebês prematuros, Roy e Bernita Rogers decidiram adotar um animal de estimação, um gato preto chamado Meia-Noite.

Pouco tempo depois que Meia-Noite chegou na família, Bernita descobriu que estava grávida. Dessa vez, a história teve um final feliz e, 9 meses depois, a família deu as boas-vindas à Stacey.

Stacey e Meia-Noite se tornaram muito amigos, parecia que o gato se sentia responsável por proteger a menina. Certa noite, os pais perceberam que Stacey não estava muito bem e a levaram ao hospital, porém, o médico disse que era apenas um resfriado e que eles não deveriam se preocupar.

Stacey e Meia-Noite são muito amigos (Foto: Reprodução/ Youtube)

Ao chegarem em casa, Bernita colocou Stacey no berço e ativou a babá eletrônica, caso acontecesse alguma coisa. Um tempo depois, Meia-Noite começou a miar sem parar e muito alto. Bernita e Roy correram para o quarto de Stacey e viram que a menina estava lutando para conseguir respirar.

Rapidamente, ela foi levada ao hospital, onde foi diagnosticada com insuficiência respiratória. Com tratamento, Stacey se recuperou. De acordo com os médicos, se os pais não tivessem percebido a tempo, as consequências seriam fatais.

Meia-Noite começou a miar perto da babá eletrônica (Foto: Reprodução / Youtube)

Embora exista um preconceito com gatos pretos por conta de lendas que dizem que trazem azar, Stacey foi salva por Meia-Noite, que miou para alertar os pais a tempo.

Leia também:

Menino de 3 anos é salvo de cobra cascavel por um animal que ninguém esperava

Cachorro chora ao assistir Mufasa morrer e o vídeo é lindo demais

Menino de 2 anos é picado duas vezes por cobra cascavel em Goiás e sobrevive: “Um milagre”