Bebês

Grávida de gêmeos: mãe explica porque não vai levar um dos bebês para casa

O casal já tem uma menina de 1 ano e seis meses

Giovanna de Boer

Giovanna de Boer ,filha de Karen e Christiano

Becki esta grávida de gêmeos (Foto: Reprodução The Mirror UK)

O casal inglês, Becki Van der Land e o marido Cees, ficou muito feliz ao saber que estavam esperando gêmeos! A mãe está esperando uma menina e um menino, mas eles só vão levar o menino para casa.

Eles já eram pais da pequena Ottilie de 18 meses quando descobriram a nova gestação. Uma família grande era o sonho do casal. Mas, no exame de 12 semanas, o casal foi informado do que o tamanho da menina estava inferior ao do seu irmão e que ela também apresentava dificuldades. Tragicamente, seu coração parou de bater cinco semanas depois devido a uma translocação genética.

Após a sua perda, ela não pode fazer o procedimento de retirada da menina pois isso poderia afetar o menino que também corria o risco de falecer. Mas depois de semanas ansiosas, Becki descobriu que o menino está crescendo e está bem. “Ela nascerá ao mesmo tempo que seu irmão, esperançosamente daqui a quatro meses“, disse Becki ao The Mirror. “Não deve influenciar muito o nascimento, exceto psicologicamente. Vai ser a única vez que passamos algum tempo com ela”, completou a mãe.

Becki e Cees, um professor de ciências da terra na Universidade de Newcastle, sonhavam em começar uma família quando se casaram, há dois anos. “Era parte de nossos votos de casamento ter filhos e estávamos pensando em três”, disse Becki. Seu sonho se tornou realidade pela primeira vez há 18 meses, quando ela deu à luz sua filha Ottilie. Becki disse: “Então ficamos muito felizes quando descobrimos os gêmeos no início deste ano. “Eu meio que sabia imediatamente que eram gêmeos porque parecia completamente diferente da minha filha”. “Eu também tive a estranha sensação de que algo não estava certo”, completou.

A família está á espera do bebê (Foto: Reprodução The Mirror UK)

No primeiro exame, os dois pareciam perfeitos, mas às 12 semanas a menina parecia menor, então o casal fazia exames de rotina toda semana. “Eles disseram que ela estava mostrando sinais de luta e era bem menor do que o irmão dela.” Os dois meses seguintes foram de testes de Unidade de Medicina Fetal da Royal Victoria Infirmary, em Newcastle. Infelizmente, quando chegou as 17 semanas de gestação, a família descobriu que o coração da menina não estava mais batendo. Eles descobriram que ela tinha uma translocação cromossômica chamada síndrome de deleção, o que significava que ela tinha restrição de crescimento intra-uterino. Becki disse: “Ficamos chateados, mas a morte de de um gêmeo coloca você e o outro bebê em alto risco, e fomos avisados para nos preparar para o pior“.

Beck ainda está grávida do gêmeo sobrevivente que cresce saudavelmente. “Carregar a vida e a morte torna essa gravidez ainda mais especial, mas de uma maneira completamente diferente do que imaginávamos“.

Leia também:

Gêmeos idênticos assumem a paternidade da mesma criança e história é de dar nó na cabeça

Saiba o que esperar de uma gestação de gêmeos

Mãe de gêmeos é acusada de cometer uma atrocidade com os filhos