Idosa é presa por manter corpo de filho recém-nascido em casa por quase 30 anos

Melissa Sims McCann possui 62 anos de idade, e manteve os restos mortais do bebê guardados em um container alugado desde 1994

Resumo da Notícia

  • Uma mulher manteve o corpo do filho recém-nascido por quase 30 anos
  • Melissa Sims McCann possui 62 anos de idade
  • O corpo do bebê foi encontrado por funcionários da empresa do container

Uma idosa foi presa por guardar o corpo morto de seu filho recém-nascido por 27 anos. O caso aconteceu no Tenessee, nos EUA, onde Melissa Sims McCann alugava o container de uma empresa desde 1994 unicamente para guardar o corpo da criança.

-Publicidade-

O caso segue sendo investigado – e ainda não se sabe qual o sexo do bebê, nem a causa de sua morte. O corpo foi encontrado por funcionários da empresa de containers que faziam a limpeza do local quando encontraram uma série de ossos.

Não é recomendado o uso de álcool em gel nas mãos do bebê
Ela manteve o corpo do filho recém-nascido (Foto: Getty Images)

Inicialmente, autoridades não souberam informar que a ossada se tratava de um recém-nascido. “Após a inspeção dos restos mortais, não ficou claro que se tratavam de ossos humanos. Ao enviar os restos mortais para o escritório do médico legista, eles determinaram que os restos mortais eram de um recém-nascido”, diz comunicado oficial para a imprensa americana.

Agora, Melissa pode enfrente acusação de ocultação de cadáver – dentre outros crimes relacionados a morte da criança. Os restos mortais eram guardados em um freezer desde que a mulher deu à luz ao bebê – quando tinha 35 anos.