Bebês

Impressionante! Pai desenvolve aplicativo que detecta doenças oculares em bebês e crianças

O cientista desenvolveu o CRADLE após o filho ser diagnosticado com retinoblastoma

Letícia Vaneli

Letícia Vaneli ,filha de Alcides e Eugênia

Eles estudaram mais de 50 mil fotos de 40 crianças para criar o banco de dados capazes de identificar as doenças oculares (Foto: Reprodução/WBAA)

Um aplicativo lançado recentemente pela Universidade Baylor, no Texas, Estados Unidos, promete diagnosticar doenças oculares em bebês, de forma que evite a perda de visão. Bryan Shaw é responsável pela criação do CRADLE, o qual procura manchas brancas na retina das crianças, indicando condições graves como retinoblastoma, o qual é um tipo de câncer, catarata pediátrica e doença de Coats.

Os desenvolvedores analisaram mais de 50 mil fotos de 40 crianças, as quais metade apresentavam algum tipo de doença, enquanto a outra metade não. “Em média, o CRADLE detectou olho branco nas fotos coletadas 1,3 anos antes do diagnóstico”, disse Shaw ao jornal americano WBAA.

Dessa forma, o aplicativo auxilia no diagnostico precoce das crianças. Os resultados foram publicados na revista Science Advances. É claro, que ele ainda esta em desenvolvimento e não tem precisão em 100% dos resultados, ocasionando uma porcentagem baixa de falsos positivos.

“Certamente há promessa aqui e faz sentido para mim aproveitar a tecnologia que temos”, comentou Alison Skalet especialista em câncer de olho na Oregon Health and Sciences University. Bryan Shaw e seus colegas estão aprimorando o software para que ele atinja de modo satisfatório todas as famílias. “Precisamos de mais fotos. Especialmente de crianças na África e na Ásia.”

Como surgiu a ideia?

Aos 4 meses, Noah, que é filho de Shaw, foi diagnosticado com retinoblastoma. Para confirmar a condição, os médicos dispararam uma luz conta os olhos da criança, de forma que os tumores só poderiam ser confirmados, se houvesse manchas brancas no globo ocular de Noah.

Essa é a comparação que Shaw fez na foto do filho (Foto: Reprodução/WBAA)

O cientista se questionou se ao tirar fotos com flash, esses mesmos ponto brancos apareceriam nas fotos e foi conferir com a esposa o álbum de fotos do filho.” Aos 12 dias de idades, Noah já tinha as manchas brancas”, comentou o pai.

Ele explicou que o desejo de criar o software veio pela experiência que viveu com a família.”Se eu tivesse algum software para me dizer ‘Ei, vá fazer o check-out’, isso teria acelerado o diagnóstico do meu filho e os tumores seriam um pouco menores”, finalizou.

Fique por dentro das novidades no canal Pais&Filhos:

Leia também:

Médico salva a vida de criança de 2 anos após realizar um teste em seu olho 

Sem medo: saiba como higienizar olhos do bebê em seus primeiros dias

É possível seu bebê nascer com catarata, sim!