Mãe dá à luz a bebê com quase 7 kg em Roraima, o segundo maior do estado

A jovem de 22 anos não teve a identidade revelada, mas segundo informações do G1 era diabética, o que explica o tamanho anormal da récem-nascida, segundo os médicos

Resumo da Notícia

  • Um bebê nasceu pesando 6,815 kg e tendo 58 cm de comprimento em Roraima
  • O parto aconteceu no último domingo, 20 de setembro, no o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazaré (HMI)
  • O Hospital Materno disse que a bebê não nasceu saudável devido ao excesso de peso e segue internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde está recebendo os cuidados da equipe médica

Um bebê assustou a equipe médica de Boa Vista, em Roraima, ao nascer pesando 6,815 kg e tendo 58 cm de comprimento. O parto aconteceu no último domingo, 20 de setembro, no o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazaré (HMI), única maternidade local. Segundo a Secretaria de Saúde (Sesau), essa foi a segunda criança mais pesada a nascer no estado.

-Publicidade-
Maternidade é a única de Boa Vista (Foto: Reprodução / G1)

De acordo com o G1, a mãe da recém-nascida tem 22 anos e é diabética, condição que, segundo a médica Eugênia Glaucy Moura, ela desconhecia. “Apesar do pré-natal – acompanhamento médico que a gestante deve realizar para manter a integridade da saúde da mãe e do bebê – ela não sabia da doença. Este já é o quarto filho dela e todos foram de parto cesariana”, informou a Sesau.

A bebê tem quase 7 kg (Foto: Reprodução / G1)

O Hospital Materno disse que a bebê não nasceu saudável devido ao excesso de peso e segue internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde está recebendo os cuidados da equipe médica.

-Publicidade-

Mãe dá à luz a bebê com quase 6 kg no Mato Grosso do Sul

Marcos é o maior bebê que já nasceu no Hospital (Foto: Arquivo Pessoal)

Marcos Gabriel veio ao mundo pesando 5,730 kg e surpreendeu não só a mãe, Luiza Camposano Gomes, mas também a equipe médica. Segundo a auxiliar de cozinha, “a cama chegou a balançar” durante o parto. O parto aconteceu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

O enxoval do bebê não serve e a família pede doações (Foto: Arquivo Pessoal)

Como Luiza teve diabetes gestacional, os exames já indicam que o bebê nasceria grande, com mais de 5kg. “Só que ninguém espera que seria algo tão maior, quase 6 kg. Na hora da extração, as duas residentes tiveram que usar as quatro mãos para segurar o neném, de tão grande, só que ele nasceu chorando e logo veio para o meu colo”, disse ela.

O leite da mãe não está sendo suficiente para alimentar o bebê e ela está recebendo doações do hospital. O momento do parto foi descrito por Luiza: “A médica puxou ele e falou assim: você vai sentir uma sensação no peito, vai sentir um puxão. Quando puxaram, eu senti que a cama balançou…porque puxaram ele e como era muito grande, muito gordo, a cama chegou a balançar. A hora que olhei pro lado, nem acreditei…aí virou festa”, conta.

O bebê está recebendo doações de leite (Foto: Arquivo Pessoal)

-Publicidade-