Mãe de bebês gêmeos esmagados por fogão deixa penitenciária

A mãe dos bebês que foram esmagados por fogão recebeu um alvará de soltura no último sábado, dia 9 de julho. Samara, de 20 anos, havia sido levada para o Presídio de Vespasiano no dia 8 de julho

Resumo da Notícia

  • Bebês gêmeos morreram esmagados por fogão em Minas Gerais na última quinta-feira, dia 7 de julho
  • No dia 8 de julho, a mãe foi levada para o Presídio de Vespasiano
  • No último sábado, dia 9 de julho, ela recebeu um alvará de soltura e deixou a penitenciária

No último sábado, dia 9 de julho, a mãe dos bebês gêmeos de um ano e cinco meses que morreram esmagados por um fogão  recebeu um alvará de soltura e deixou o Presídio de Vespasiano localizado em Belo Horizonte, onde foi levada no dia anterior, 8 de julho. O processo está acontecendo em segredo de Justiça.

-Publicidade-

A mãe de 20 anos foi presa pelo crime de abandono de incapaz, já que os bebês estavam sozinhos dentro da própria casa, em Ribeirão das Neves, cidade de Minas Gerais próxima a Belo Horizonte. A Polícia Civil afirmou que os dois possuíam lesões na região do tórax, e a possível causa da morte foi a queda do fogão.

A mãe dos gêmeos que morreram esmagados por fogão contou que não conseguiu entrar em contato com ninguém para cuidar dos filhos
A mãe dos gêmeos que morreram esmagados por fogão contou que não conseguiu entrar em contato com ninguém para cuidar dos filhos (Foto: Reprodução/ Record TV Minas)

Samara Estefani Santos de Deus já havia contado que não era costume deixar os filhos sozinhos em casa, e que o marido não havia deixado o celular no local, impossibilitando o contato dela com qualquer pessoa que pudesse cuidar dos gêmeos. Logo após o acidente, ela foi levada para a delegacia de Ribeirão das Neves.

Fora isso, Samara contou às autoridades que estavam cuidando do caso que ela havia levado os outros filhos para comer na casa da avó, e voltou para casa três horas depois, encontrando os dois bebês já sem vida e esmagados pelo fogão.