Bebês

Mãe desabafa sobre dano cerebral irreversível no filho: “Eu rezo por um milagre”

A atriz Meghan King Edmonds do reality show The Real Housewives, contou sobre a doença de Hart de um ano de idade

Giovanna de Boer

Giovanna de Boer ,filha de Karen e Christiano

Meghan é mãe de  Aspen King Edmonds, Hayes Edmonds, Hart Edmonds (Foto: Reprodução/ Instagram @meghankedmonds)

A atriz, Meghan King Edmonds, que participou do reality show The Real Housewives, está vivendo um pesadelo. Isso porque o filho de um ano da atriz tem um dano cerebral irreversível. Em um post no blog de Meghan chamado “My Hart”, ela fez um desabafo sincero e corajoso.

“Desde o momento em que ele nasceu eu sabia que algo era diferente com Hart”, escreveu Meghan, que deu á luz ao menino e ao irmão gêmeo Hayes. “As enfermeiras lutaram para endireitar as pernas para medir o comprimento. Ele amamentava mal, sugava com tanta força que chegava a sangrar, às vezes ele cuspia uma mucosa preta.”

Houve um tempo em que o bebê não conseguia ver as próprias mãos ou quando os olhos dele ficaram vesgos por muito tempo, ela levou o filho à um oftalmologista pediátrico. Eles tiveram visitas com um quiroprático e terapia sacral craniana. Ela não iria parar até descobrir o que estava errado. “Eu só sabia”, admitiu Meghan. “Eu disse à nossa pediatra, mas ela disse que ele estava bem. Eu implorei por um encaminhamento de neurologista e quando eu consegui… ele disse que estava bem. Eu implorei por um neurologista especializado em Paralisia Cerebral,  e ela disse que ele poderia estar bem. Eu então pedi uma ressonância magnética “.

 Meghan decidiu colocar Hart “através de uma ressonância magnética eletiva com anestesia”. “Eu sentei em uma mesa com meu marido por uma hora enquanto esperávamos que Hart saísse da ressonância magnética. Lágrimas escorriam dos meus olhos enquanto eu olhava para os carros na rua, mas eu não estava chorando“, ela lembrou. 

Hart de um ano tem paralisia cerebral (Foto: Reprodução/ Instagram @meghankedmonds)

A mãe revelou que tinha medo do desconhecido e do que poderia acontecer com o filho. “Três dias depois da ressonância do Hart, a neurologista me ligou. Ela me contou que Hart tem leucomalácia periventricular dos dois lados do cérebro, sendo o direito mais grave. A médica ainda afirmou que isto explica os comportamentos incomuns que eu havia notado no meu filho: rigidez muscular, atraso no desenvolvimento, falta de fluidez nos movimentos dos braços e pernas e fraqueza nas costas, entre outros. Ela me disse que isso geralmente ocorre em prematuros e como meu filho não era prematuro, ela acredita que ele sofreu este dano cerebral ainda na gravidez, de alguma forma que ela não sabe explicar ainda. Hart tem um dano cerebral irreversível.”

Como esperado pela mãe, algo estava errado. Logo em seguida soube do acontecimento, ela ligou para o marido. Jim ficou surpreso. Depois, ela ligou para um espaço de terapia infantil para inscrever Hart, afinal, quanto antes melhor. ” E finalmente liguei para cada um dos membros da minha família para informar e respeitar o espaço de cada um diante da notícia, porque eu sei que meu filho afeta a vida de muito mais gente além de mim e do meu marido”.

“Naquela noite, Jimmy e eu saímos para jantar pela primeira vez em semanas”, revelou ela. “Expliquei a Jimmy como não estamos de alguma forma sendo punidos por ter um filho especial (o que quer que isso possa significar!), somos ABENÇOADOS. Fomos escolhidos para assumir essa pessoa especial. Eu realmente sinto como se tivéssemos ganhado na loteria”.

Hoje, Meghan, continua  positiva. “Eu rezo por um milagre e luto com a maneira de navegar sua vida”, escreveu ela. “Este é um desafio pesado como uma mãe: para onde vamos a partir daqui? É assim: um pé na frente do outro.”

Leia também:

Criança especial é expulsa de cinema após gargalhar e mãe desabafa

Mãe dá à luz em estação de trem e bebê ganha prêmio especial do metrô

Ticiane Pinheiro posta vídeo de recado especial que recebeu do filho de Karina Bacchi