Mãe é acusada de abandono infantil após jogar bebê recém-nascido na lata de lixo

Câmeras de segurança captaram o momento que Alexis Avila, de 18 anos, jogou um saco preto na lixeira com seu recém-nascido dentro

Resumo da Notícia

  • Uma câmera de segurança capturou o momento em que uma mulher abandonou seu bebê recém-nascido no Novo México, Estados Unidos;
  • O bebê foi encontrado com vida e chorando dentro de um saco de lixo seis horas depois;
  • Alexis Avila, 18, confessou ter colocado o bebê em um saco de lixo e jogado em uma lixeira.

No Novo México, uma mulher foi filmada jogando casualmente um saco preto de lixo na lixeira. No entanto, para a surpresa dos vizinhos, no saco de lixo havia um bebê recém-nascido, ainda com vida. As informações abaixo foram obtidas do tablóide Daily Mail.

-Publicidade-

Alexis Avila, de 18 anos, disse à polícia que não sabia que estava grávida até ir ao médico por causa de uma dor de estômago na última quinta-feira, 6 de janeiro. No dia seguinte, ela deu à luz seu filho no banheiro da casa dos pais. Desesperada, a jovem embrulhou o filho em uma toalha, colocou-o em um saco plástico branco contendo um pouco de lixo e um saco de lixo preto maior e dirigiu até encontrar uma lixeira.

Seis horas depois, um grupo de catadores de lixo estavam revirando as latas de lixo de Rig Outfitters and Home Store e encontraram o recém-nascido. De imediato, o bebê foi levado ao hospital. Lá, foi diagnosticado com hipotermia e recebeu uma transfusão de sangue. Os médicos também colocaram sondas alimentares e de oxigênio.

Momento em que uma das catadoras de lixo encontra o recém-nascido, ainda com vida
Momento em que uma das catadoras de lixo encontra o recém-nascido, ainda com vida (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Com a ajuda de Jo Imbriale, dono de estabelecimentos que captaram as imagens, a polícia identificou a mãe de 18 anos. No último sábado, 8, Alexis foi presa e acusada de tentativa de assassinato e abandono infantil depois que seu filho foi encontrado vivo na lata de lixo.

Avila foi libertada da prisão depois de pagar fiança não garantida de US$ 10.000 menos de duas horas após sua prisão. Posteriormente irá ao Tribunal Distrital do Condado de Lea para receber sua sentença final, podendo pegar até 15 anos de prisão, dependendo das acusações apresentadas, segundo Dianna Luce, promotora distrital.