Mãe é impedida de amamentar próprio filho em parque da Disney e caso viraliza nas redes sociais

O acontecimento foi no parque de Paris, na França. Um segurança disse que a ação poderia “constranger” as outras pessoas no parque, e a situação ganhou força no Twitter após outra mulher demonstrar solidariedade

Resumo da Notícia

  • Segurança no Parque da Disney em Paris impediu mãe de amamentar a sua filha de 2 meses
  • Outra mãe ao lado, chamada Marie, solidarizou-se e começou a amamentar o seu filho junto
  • Disney retratou-se sobre o caso: "Lamentamos profundamente essa situação"

Uma mãe australiana foi impedida de amamentar no parque da Disney, no ultimo domingo, 4 de julho. O caso aconteceu no parque de Paris, e a moça foi identificada como Laura por jornal francês, foi impedida de amamentar a sua filha de dois meses em público. O segurança pediu para ela se cobrir e parasse o que estava fazendo. “Disseram que se eu quisesse fazer isso, eu teria que ir para outro lugar, porque havia pessoas de outras culturas e religiões que poderiam me ver”, explicou Laura.

-Publicidade-
(Foto: Reprodução/ Twitter/@mariestier)

Presenciando o ocorrido, a psiquiatra Marie Astier registrou a cena dos seguranças abordando a mãe e se sentou ao seu lado no banco para fazer o mesmo com o seu bebê: amamentar. O ato chocou os agentes do local. Depois, ela postou a foto em seu Twitter. “Ontem, seus seguranças impediram uma mãe de amamentar seu bebê de 2 meses, alegando que isso chocaria outros clientes. Na França, em julho de 2021, impedir a amamentação… Onde nós estamos?”, escreveu.

Marie contou que mesmo com as normas de restrição do parque, havia muitas pessoas no local, afetando a mãe australiana de encontrar um lugar para se sentar e amamentar o seu bebê, que estava chorando. Ela contou a situação ao jornal francês Le Parisien.

Inicialmente, a Disney não queria se desculpar e argumentou que as mães devem amamentar no Centro de Cuidados do Bebê. Porém, a ex-ministra da igualdade de gênero da França, a Marlène Schiappa, se pronunciou a respeito e a empresa mudou de discurso.

“Caro @DisneylandParis, amamentar um bebê não é uma ofensa. É bom que você tenha salas dedicadas, mas ninguém sabe quando e onde um bebê vai passar fome”, pronunciou-se a ex-ministra no Twitter.

Após a repercussão a empresa desculpou-se e disse não ter restrições de amamentação no parque. “Lamentamos profundamente essa situação e apresentamos novamente sinceras desculpas à mãe em questão. O pedido que lhe foi feito não tem relação com nosso regulamento interior e nossos valores. Não há nenhuma restrição de amamentação na Disneyland Paris”, afirmou no Twitter.

Disneyland de Paris reabrindo

O parque estava fechado desde outubro de 2020, por causa da pandemia da covid-19. A reabertura ocorreu há um mês, depois que a França descartou muitas restrições e deseja recuperar o turismo. Antes recebeu mais de 9,7 milhões de visitantes, em 2019. O parque da Disney de Paris tem sete hotéis, atraindo muitas famílias visitando o local com mães lactantes.