Mãe faz relato após filho de 1 ano contrair coronavírus e alerta sobre novos sintomas da doença

Ela usou as redes sociais para fazer um relato sobre o menino e descreveu todo o processo de quando percebeu os primeiros sinais de que havia algo errado

Resumo da Notícia

  • O bebê começou a ter os primeiros sintomas na segunda-feira, 23 de março
  • A mãe alertou sobre como o filho se sentia
  • Ela publicou um relato no Facebook para explicar o caso
  • O menino tem apenas sete semanas de vida
Ken, Thoni e Curtis (Foto: reprodução / Facebook)

Toni Rhodes, uma mãe em que o filho testou positivo para o novo coronavírus, usou as redes sociais para fazer um alerta aos pais e falar sobre outros possíveis sintomas para a doença. Ela que mora em Basildon, na Inglaterra, notou que o bebê de apenas sete semanas parecia muito inquieto e tinha um choro diferente do habitual.

-Publicidade-

Em uma noite, ela notou que o bebê estava extremamente cansado e quase não se mexia durante o sono. Já pela manhã, Toni notou algumas manchas pelo corpo e olhos vermelhos e inchados. O menino ainda desenvolveu uma tosse leve e espirrava de vez em quando, e isso foi o suficiente para que ela procurasse um hospital.

Em visita ao A&E junto ao marido, Ken, na segunda-feira, 23 de março, a mãe afirmou que de início os médicos pensaram que por causa da temperatura elevada e batimentos cardíacos acelerados, fosse uma sepse. Após o tratamento com antibióticos, a família permaneceu no centro médico por 48 horas, enquanto aguardavam os resultados dos exames de sangue do bebê, que também realizou um teste para coronavírus.

-Publicidade-
Ela alertou sobre os sintomas do filho (Foto: reprodução / Facebook)

Após três injeções, o menino foi liberado para ir para casa na quarta-feira, 24 de março, mas no dia seguinte, os pais receberam uma ligação de que ele teria testado positivo para covid-19. Pelas redes sociais, Toni tem falado sobre o estado de saúde do filho.

“Desde que está em casa, embora Curtis tenha melhorado, ele agora está apenas mostrando sinais do que eu descreveria como superar os últimos resíduos de um resfriado. A temperatura dele está mais baixa e ele não está se alimentando à noite, mas assim que acorda pela manhã, ele volta ao seu estado quase habitual”, descreveu a mãe.

Ela ainda comentou sobre o que é preciso ser feito se o caso piorar: “Temos a certeza de que Curtis ficará bem, no entanto, é importante levá-lo de volta à A&E se ele tiver falta de ar. Como todos sabemos, há pouco conhecimento sobre bebês e suas reações ao vírus, então queremos compartilhar para conscientizar os outros sobre o que eles também podem estar procurando”.

O menino tem apenas sete semanas de vida (Foto: reprodução / Facebook)

Ela ainda acrescentou alguns dos sintomas que Curtis sentiu para alertar outros pais: “Os principais sintomas seriam dor de cabeça, perda de olfato, dor nas costas e uma leve dor de garganta, no entanto, todos são administráveis ​​sem nenhum medicamento e nada para escrever. É provável que ele tenha pego isso de um de nós, mas não faz sentido especular”, concluiu a mãe.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-