Mãe tem ideia genial após seu bebê sofrer graves queimaduras com cinto de segurança

Katie queria evitar que a fivela de metal do assento do carro queimasse a pele de outros bebês

Resumo da Notícia

  • Bebê sofre graves queimaduras com cinto de segurança;
  • Após o acidente, Katie passou cinco anos desenvolvendo um produto para evitar que a fivela de metal do assento do carro queimasse a pele dos bebês;
  • Ela deu detalhes como o episódio com a filha, hoje com cinco anos, a motivou

Quando Katie ouviu os gritos de dor de seu bebê de seis meses do banco de trás do carro a caminho da praia, a mãe de primeira viagem imediatamente assumiu que Matilda estava com fome.

-Publicidade-

Mas apenas ao chegar em casa, Katie descobriu que o motivo do choro do bebê era algo que nunca imaginou em seus sonhos que aconteceria com Matilda. O acidente aconteceu após um passeio à Sydney’s Northern Beaches, em abril de 2015.

“Eu a soltei e havia uma marca de queimadura vermelha brilhante de 2 cm na forma da fivela do assento do carro na coxa direita. Eu nem percebi que a fivela estava quente até que fosse tarde demais, então me senti muito culpada”, recorda Katie.

Katie ficou extremamente desapontada consigo mesma e gostaria de fazer algo para mudar a realidade de outras famílias para evitar que o mesmo acontecesse
Katie ficou extremamente desapontada consigo mesma e gostaria de fazer algo para mudar a realidade de outras famílias para evitar que o mesmo acontecesse (Foto: Reprodução/Kidspot)

A grave queimadura de Matilda precisou de atenção médica imediata, com seus curativos precisando ser trocados todos os dias pelas três semanas seguintes. Os profissionais de saúde aconselharam a mãe da menina a, futuramente, colocar uma toalha ou um pano de musselina sobre a fivela no futuro, ou estacionar na sombra.

Mas os conselhos médicos não foram suficientes para Katie. Ao Kidspot, a mulher contou como o episódio lamentável com a filha a motivou a encontrar algo melhor para outros pais não passarem pela mesma situação com as crianças.

A ideia genial

Após o ocorrido, Latie começou a investigar produtos on-line que pudessem proteger melhor os bebês de acidentes com o de Matilda. No entanto, a mulher não encontrou nada no mercado. Decidida a mudar a realidade de outras famílias, ela investiu 258 mil reais para produzir um cinto de segurança mais seguro para crianças de 0 a 4 anos, que sofrem mais com as queimaduras.

O produto é feito de poliéster reciclado não revestido que pode ser usado dos 0 aos 4 anos
O produto é feito de poliéster reciclado não revestido que pode ser usado dos 0 aos 4 anos (Foto: Reprodução/Kidspot)

O Buckle Bandage funciona prendendo em cada lado do assento do carro e possui um campo magnético embutido que retira o calor da fivela de metal e o direciona para os lados do assento do carro.

“Mesmo cinco anos depois que tive a ideia, ainda é o único produto desse tipo no mundo, do qual estou muito orgulhosa. Isso validou que havia uma necessidade disso. O plano é ajudar os pais a resolver esse problema na Austrália e no mundo”, vibra a empresária.