Mãe viraliza ao mostrar geladeira lotada de leite para amamentar trigêmeos

Nina Dufrenne relembrou a intensa jornada de amamentação dos 3 filhos em um vídeo emocionante no TikTok

Resumo da Notícia

  • Nina deu à luz a trigêmeos
  • Compartilhou no TikTok um emocionante vídeo relembrando a jornada de amamentação
  • Falou também sobre as críticas que recebe

Nina Dufrenne lembra de olhar para os trigêmeos que havia acabado de parir em incubadoras da UTI e se sentir totalmente desamparada. “Não podia tocá-los”, disse a mulher de 27 anos ao TODAY. “A única coisa que eu podia fazer por eles era fornecer leite. Então eu acho que estou emocionalmente ligado a isso”, desabafa. A mulher teve que bombear leite a todo momento para alimentar Aubree, Emma e Louis, que nasceram de 29 semanas em janeiro deste ano.

-Publicidade-
Nina Dufrenne postou uma retrospectiva da jornada de amamentação (Foto: Reprodução / TikTok)

“Havia muitos céticos. As pessoas diziam coisas como, ‘Eles provavelmente não vão travar porque estão em tubos de alimentação’ ”, contou Dufrenne. “Mas eu estava determinado a tentar”, disse. E para a felicidade dela, no mês passado ela e os bebês comemoraram 6 meses do “berçário” que ela criou. Em um vídeo emocionante no TikTok, a mãe fez um compilado de imagens e clipes narrando a intensa jornada de amamentação bem-sucedida.

Nas legendas das imagens, ela colocou alguns comentários negativos que recebeu de funcionários do hospital e de anônimos online: “Nós realmente não vemos mães trigêmeas amamentando com sucesso, mas você pode tentar.” “Suas mãos vão estar muito cheias para bombear.” “Você nunca vai dormir de novo”. “Eles vão te querer o tempo todo”.

Nina Dufrenne compartilhou as grandes quantidades de leite que produz pra os trigêmeos (Foto: Reprodução / TikTok)

Somando mais de 1 milhão de visualizações, a postagem de Dufrenne está fazendo muito sucesso. “Quando eu estava grávida, tive dificuldade em encontrar fontes para me ensinar como amamentar trigêmeos. Eu queria mostrar a outras mães que isso é possível e pode ser lindo”, disse ela. Para ver o vídeo, clique aqui!

Dificuldades

Por possuir a síndrome dos ovários policísticos, condição que pode afetar os hormônios, ciclos menstruais e o peso da mulher, o processo de amamentação foi mais complicado do que o usual, já que a doença pode também afetar o fornecimento de leite. “Tive que aprender a não desanimar. Às vezes eu estava fazendo mais leite do que pensava ser possível, mas na semana seguinte eu estava lutando tremendamente. Então aquele freezer que você viu no vídeo veio a calhar”, conta.

Comentários continuam chegando ao TikTok da Dufrenne, com muitas mulheres dizendo que o vídeo as levou às lágrimas. “Nossos corpos são incríveis. E nossos bebês também. Disseram-me que não seria capaz de amamentar minha filha porque ela era prematura. Ela travou instantaneamente ”, escreveu uma pessoa. “Não entendo por que alguém pensa que poderia subestimar ou duvidar de uma determinada MÃE!”, disse outra.