Mariana Rios emociona ao falar de detalhes da música que escreveu para o filho que perdeu

A atriz e cantora fez postou um Stories no Instagram para falar da canção em homenagem ao bebê

Resumo da Notícia

  • Mariana fez um música para o filho
  • Ela perdeu o bebê ainda na gestação
  • Desabafou também sobre como se sente

Mariana Rios, de 36 anos, fez um emocionante relato no Instagram para falar de uma música que fez em homenagem ao bebê que perdeu em julho de 2020, depois de passar por um aborto espontâneo. Em um texto compartilhado nos Stories, ela fala da inspiração da música e sobre o filho.

-Publicidade-
Mariana Rios fez uma música para o filho falecido
Mariana Rios fez uma música para o filho falecido (Foto: Reprodução / Instagram

“Dizem que quando você tem uma gravidez interrompida, você precisa dar nome ao seu bebezinho e rezar por ele. Eu fiz isso. E essa é minha oração em forma de música para ele. A última do meu EP, ‘Basta Sentir Deus’. Espero que através dessas canções vocês tenham sentido paz, alegria e amor. Afinal de contas, todos esses sentimentos fizeram parte de mim ao escrevê-las. Um beijo no coração de cada um!”, escreveu.

Desabafo sobre o aborto

Em janeiro, Mariana Rios comentou no programa Brasil com Zeca, sobre o livro “Basta Sentir”, escrito por ela, que narra algumas experiências recentes, como o aborto espontâneo que sofreu e o fim do relacionamento.

“O livro conta essa parte [do aborto]”, relembrou ela ao mencionar que precisou voltar a escrever após a obra ter sido concluída. “A vida não é sempre flores. Tem as pedras, as dificuldades, problemas. Tudo eu encaro com um olhar positivo. Fica tudo muito fácil, o caminho se torna mais leve depois que você começa a pensar dessa forma”, disse.

(Foto: Reprodução / Instagram @marianarios)

Ela ainda pontuou que as dificuldades fazem parte dos ciclos da vida e que, para ela, respeitá-los é fundamental. E sobretudo, aprender com eles. Em 2020, eu sofri essa perda, não foi fácil. Não foi fácil dentro do meu relacionamento. Eu e o Lucas nos separamos faz pouco tempo, mas temos uma relação de amizade e amor e companheirismo, que é o que vale nas relações. É isso que a gente precisa buscar”, comentou.

“Eu respeitei o momento que precisava ser finalizado”, acrescentou. “Tudo a gente aprende. Você não perde, aprende. É importante valorizar o que talvez lá trás não deu tão certo. Tudo pode ser positivo”, concluiu ela.