Menina de 4 anos morre após ser atingida por explosivo

Ayla Manuella estava dormindo no momento em que foi atingida pelo explosivo. O Hospital da Santa Casa de Barretos socorreu a criança, mas não resistiu aos ferimentos

Resumo da Notícia

  • Menina de 4 anos morreu após ser atingida por explosivo enquanto dormia;
  • As câmeras de segurança da casa de Ayla Manuella mostram o momento que suspeitos arremessam o explosivo;
  • As autoridades investigam a motivação do ocorrido.

Neste domingo, 26, Ayla Manuella Ribeiro da Piedade, de 4 anos, morreu após ser atingida por um explosivo que caiu no interior do quarto em que dormia em Barretos, interior de São Paulo. A menina foi atendida pelo Hospital da Santa Casa de Barretos, mas não resistiu aos ferimentos. As informações foram fornecidas pelo G1

-Publicidade-

A explosão ocorreu no fim da tarde de Natal, 25, enquanto a menina dormia em um dos quartos da casa que morava. As câmeras de segurança mostram um jovem arremessando um objeto em direção à casa da família. O suspeito foi identificado como um adolescente de 14 anos.

O colchão onde Ayla Manuella dormia foi perfurado com o impacto do explosivo
O colchão onde Ayla Manuella dormia foi perfurado com o impacto do explosivo (Foto: Reprodução/G1/Murilo Badessa/EPTV)

O caso foi registrado como ato infracional de lesão corporal culposa pela Polícia Civil e será investigado pelas autoridades responsáveis da cidade. A suspeita é que o artefato passou por cima do muro da casa e entrou no quarto, onde foi parar no colchão em que a criança estava.

Depois da explosão, pessoas saem desesperadas do interior da casa, tentando entender o que havia acontecido. Em um dos momentos, é possível ver a criança desacordada no colo de um deles.

Ela foi levada para a Santa Casa da cidade, onde chegou a ficar internada, mas morreu por volta das 2h55 deste domingo. A criança deve ser sepultada em Primavera (PA), cidade natal da família.