Mulher exige 9 mil reais de mãe e você não vai acreditar no motivo!

A mãe negou o pedido e contou o ocorrido numa rede social

(Foto: Getty Images)

Na última quarta-feira, 27 de agosto, uma mãe publicou no Reddit o inacreditável: ela foi notificada que terá que reembolsar cerca de R$ 9 mil à prima por conta de uma blusa! Acontece que a dona da publicação revelou que fez uma festa para comemorar a chegada da sua recém-nascida, Charlotte, e tudo estava indo muito bem até que chegou a hora da Alice segurar o bebê no colo que não demorou muito para vomitar na garota. Pronto, a chateação estava pronta!

-Publicidade-

“Era a vez de Alice segurar o bebê e ela estava feliz, mas de repente Charlotte vomitou nela. Alice devolveu a criança para mim e correu. Ela passou o resto do dia chorando no carro. Eu fui até ela para pedir desculpas, mas ela não quis me escutar”, escreveu a mãe.

Publicação da mãe indignada com a demanda da prima (Foto: Reprodução/Reddit)

A mãe emprestou uma blusa para que Alice e todos acreditaram que a situação ficaria por isso. Mas, parece que para a prima não gostou e exigiu que a família a entregasse o valor da blusa que foi danificada. Claro que a exigência foi negada e o ocorrido foi exposto na rede social para debate.

-Publicidade-

“Eu disse que não. No final do dia, todos sabemos como podem ser os bebês. Ela correu o risco de usar algo tão caro sabendo que um bebê estava por perto e, infelizmente, o tiro saiu pela culatra. Eu me sinto mal por ela, mas não foi minha culpa”, prosseguiu na publicação.

Muitos usuários concordaram em não entregar o dinheiro à Alice. “Honestamente, não use roupas caras em torno de crianças em geral. Eles não sossegam.”, escreveu uma conta. “O bom senso de não usar roupas caras em torno de recém-nascidos, a menos que você esteja disposto a arriscar isso. Ela deveria saber”, afirmou outra.

Leia também:

Seu filho está sofrendo com vômito? A gente te ajuda a cuidar disso

Saiba quando o vômito do bebê precisa de tratamento

Por que seu filho vomitou? Novo guia pode agilizar o diagnóstico

    -Publicidade-