Óleo ou hidratante para bebês: saiba em que momento usar cada um

Antes, durante ou depois do banho? Com a nova fase da família, é normal que algumas dúvidas possam surgir, mas calma, a gente te ajuda a entender como cada um dos produtos funciona e a hora certa de passá-los

Resumo da Notícia

  • Saiba quando você deve usar o óleo ou hidratante no seu filho
  • Veja como fazer uma massagem com o óleo e promover um momento de relaxamento
  • Descubra qual os benefícios de cada um deles

Quando um bebê chega em casa tudo muda, inclusive os cuidados, que precisam ser redobrados! Na hora do banho, surge a dúvida: usar óleo, hidratante ou os dois? Apesar das várias opções, te contamos em qual momento você pode (e deve!) usar cada um e quais benefícios eles irão trazer para a pele do seu filho.

-Publicidade-
O momento especial promove uma interação ainda maior entre pais e filhos (Foto: iStock)

Ambas as experiências durante os cuidados com o bebê promovem ainda mais o contato e interação entre pais e filhos, além de ser um momento único! Os recém-nascidos amam receber carinho e serem tocados. E é a ciência que comprova isso! Um estudo feito na Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, mostrou que o toque entre mãe ou pai e filho pode ajudar no crescimento e desenvolvimento de bebês prematuros.

O hidratante

A hidratação deve ser feita desde o nascimento do bebê com produtos específicos e que não agridam a pele delicada do seu filho. Todos os dias após o banho, hidrate cuidadosamente o rosto e o corpo do bebê. Além de poder ser usado todos os dias, o hidratante auxilia na reposição de água e gordura que a pele costuma perder normalmente. Nas peles sensíveis, ele pode aliviar coceiras e vermelhidão, inclusive evitar os ressecamentos e irritações causadas por diversos fatores.

-Publicidade-
A Loção Hidratante Dermocalmante da Granado hidrata profundamente e restaura a barreira protetora da pele. É formulado com ceramidas, alantoína, proteínas do trigo, da aveia e amêndoa doce; manteiga de karité e óleo de girassol (Foto: Divulgação)

O óleo

Apesar de dar a sensação de uma pele macia e suave, o óleo por si só não hidrata completamente a pele do bebê. Usado durante e após o banho, ele é ótimo para evitar a perda de água do corpo, principalmente no inverno. A partir de uma partícula protetora, o óleo “impermeabiliza” a pele do bebê, impedindo que ela fique desidratada, e auxilia na remoção de crostas, como a crosta láctea, que pode aparecer no couro cabeludo do bebê nos primeiros dias de vida. Além dos diversos benefícios, o produto também é ideal para fazer massagens, como a shantala, promovendo um momento repleto de carinho e cuidado.

A Granado tem uma linha especial de óleos para a pele do bebê. Formulado com óleos vegetais e vitamina E, ele protege e nutre a pele do bebê, é livre de conservantes, corantes, óleo mineral e ingredientes de origem animal (Foto: Divulgação)

Como fazer a massagem usando o óleo?

Na palma das mãos, acrescente uma pequena quantidade de óleo e esfregue até que ele fique aquecido. Delicadamente, massageie o corpo do bebê. Além de promover um relaxamento, a gente garante que ele vai amar!

Com o óleo, é possível promover um momento de relaxamento com o bebê (Foto: Getty Images)

Cuidado!

Apesar de ser usado durante o banho, é importante tomar alguns cuidados simples ao usar o óleo. Ao espalhar o produto na pele do bebê, ela ficará mais escorregadia, exigindo uma atenção redobrada dos pais para evitar qualquer tipo de acidente.

-Publicidade-