Olha aí mais um benefício: amamentar diminui o risco de hipertensão

Como se a gente precisasse de mais motivos para defender a amamentação

(Foto: iStock)
(Foto: iStock)

Os créditos da descoberta são da Oxford University Press, nos Estados Unidos. O estudo, publicado pela jornal American Journal of Hypertension, indicou que mulheres que amamentam com mais frequência seus filhos são menos propensas a sofrer com hipertensão no futuro, principalmente depois de passar pela menopausa. Como se você precisasse de mais um motivo para amentar seu bebê!

-Publicidade-

No publicação do estudo, os pesquisadores contaram que eles encontraram vários estudos relacionando o fato de não amamentar ou interromper muito cedo com o aumento do risco de diabetes e doenças cardiovasculares. Só que quase ninguém procurou saber se há relação entre amamentação e hipertensão.

Então eles foram atrás e estudaram mais de 3 mil mulheres que já haviam passado pela menopausa, todas acima dos 50 anos. Aquelas que amamentaram os filhos até 5 ou 11 meses apresentaram um risco de desenvolver hipertensão de 51%, já as que amamentaram os filhos por mais tempo mostraram um risco de 45%. “Nossas descobertas aprovaram as recomendações atuais para o aleitamento materno em benefício da saúde da mãe”, disse o pesquisador principal do papel, Nam-Kyong Choi.

-Publicidade-

Leia também:

Você sabia? Inverno aumenta o risco de pré-eclâmpsia

Prós e contras de engravidar aos 20, 30 e 40 anos

8 florais que podem deixar sua gravidez mais tranquila

    -Publicidade-