Os benefícios do colo para o desenvolvimento do bebê

Estudos indicam que os bebês que recebem colo se sentem mais seguros e amados, além de aprenderem a se relacionar melhor com o mundo no futuro

Ser embalado no colo é sensação mais próxima do útero que o bebê pode ter (Foto: Getty Images)

Desde o momento da concepção até o aniversário de dois anos do seu filho, terão se passado mil dias. E acredite: essa fase faz toda a diferença. Diversas pesquisas comprovam que é essencial para uma criança ter colo, afeto e apoio emocional na primeira infância.

-Publicidade-

Segundo especialistas, o filho busca pelo colo dos pais para se sentir mais seguro durante os primeiros dias de vida. Para fazer uma transição lenta e tranquila do bebê do útero para a vida externa, é essencial recriar as sensações que o recém-nascido tinha dentro da barriga da mãe. Quando o bebê nasce, a realidade “do lado de fora” é bem diferente: ele pode sentir frio, estranhar os barulhos altos e não entender o que está acontecendo, por exemplo.

E ser embalado no colo é sensação mais próxima do útero que o bebê pode ter. Ele vai se sentir acolhido, além de ouvir os batimentos cardíacos e a voz da mãe, como era na barriga. O contato pele a pele também é importante para estimular e auxiliar o funcionamento do Sistema Nervoso Central do bebê, que já consegue captar sinais de afeto e carinho logo após o nascimento.

-Publicidade-

E os benefícios do colo e do carinho de mãe vão muito além: é uma forma de você ensinar ao seu bebê como se acalmar, já que ele não entende, nem controla o que se passa quando sente frio, sono, fome, cansaço ou medo. Além disso, esse toque e o vínculo de amor ajudam no desenvolvimento físico, intelectual e psicológico do bebê.

A ciência comprova

Estudos indicam que os bebês que recebem colo se sentem mais seguros e amados, além de aprenderem a se relacionar melhor com o mundo no futuro. E essas capacidades não influenciam somente a infância, mas refletem também na adolescência e na fase adulta.

Os bebês que recebem colo se sentem mais seguros e amados (Foto: Getty Images)

Uma pesquisa feita por especialistas da área de psicologia da Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos, provou que as crianças que receberam muito carinho e colo na infância se tornaram adultos menos ansiosos e com melhor saúde mental. O estudo concluiu que os adultos tiveram afeto e colo dos pais quando crianças, hoje são pessoas mais felizes e com menos chances de desenvolver distúrbios psíquicos.

Colo, o melhor lugar do mundo

Há quem acredite que o bebê que pede colo só está fazendo manha ou que ele pode se tornar uma criança mimada no futuro. Mas pode ficar tranquila: o toque e a troca de olhares e carinho entre os pais e a criança ajudam a acalmá-lo e proporcionam um ambiente tranquilo para que ele cresça se sentindo amado pela sua família Abraçar o seu filho é um momento de conexão, uma troca de afeto, amor e segurança. E o melhor: você também recebe (e percebe) o amor transmitido por seu filho. É por meio do toque e das sensações que ele provoca que tornamos o bebê uma pessoa única.

Para saber mais sobre a importância do colo para o desenvolvimento do seu filho, acesse www.pompom.com.br.

Leia também:

A importância do colo de mãe para o desenvolvimento do bebê: mais proteção na troca de fraldas

Contando as fraldas: saiba quantos pacotes seu filho vai usar a cada mês

Cuidados com a higiene do recém-nascido: mais conforto e segurança na troca de fraldas

    -Publicidade-