Padre é parado pela mãe após movimento violento com bebê durante batizado e vídeo viraliza

Anastasia não aguentou ver o filho chorando e sendo afogado

A cerimonia não saiu como o esperado (Foto: Reprodução/Youtube End Time News)

Um batizado está viralizando nas redes sociais por conta da reação de uma mãe ao ver o padre mergulhando o filho na pia batismal. O caso aconteceu na Rússia e dividiu opiniões dos seguidores do Igreja Ortodoxa Russa. Mas de fato, o padre foi bem agressivo enquanto submergia a criança.

-Publicidade-

Anastasia Alexeeva, mãe do bebê, conversou com a impressa Russa e falou mais sobre o assunto. Segundo o The Sun, ela conta que quase pegou fogo na tentativa de paralisar o sacerdote.  O menino de um ano estava nu e já chorava antes da cerimônia começar, choro só aumentou no momento que foi pego pelo padre.

Em entrevista, Anastasia explica como se sentiu ao presenciar toda aquela situação com o filho. “Ele tem medo de tudo agora. Ele (o padre) fez tudo para machucar a criança, ele viu que era grande, que não era possível mergulhá-lo em uma fonte tão pequena. Mas mesmo assim seguiu”.

-Publicidade-

“Eu estava com medo, corri para ele, tentei levar a criança embora. Eu quase peguei fogo porque meu cachecol tocou as velas ao redor da fonte”, complementa. Pessoas que estavam na igreja também afirmaram que “violento” era um termo simples para explicar o que aconteceu ali.

O lado do padre

A agência de notícias russa, Fontanka, informou ao The Sun que conversou com o padre e este afirma que batiza crianças assim há 26 anos. Ele ainda disse que a culpa é da Anastasia, que ela não sabe muita coisa sobre a igreja e estava despreparada para o batizado.

“Então o que realmente aconteceu? Nada, e não é minha culpa. Era tudo sobre as emoções elevadas da mãe. Ela é uma pessoa sem experiência na igreja e não estava pronta para batizar. O bebê não engoliu água, não bateu nas paredes da pia batismal. Estou servindo há 26 anos e sempre batizei crianças assim”, explica.

E mesmo assim, a Igreja Russa decidiu afastar o padre de atividades durante um ano. Assim ele não poderá mais celebrar nenhuma missa, muito menos batizar alguém. Mas segue insistindo que estava apenas seguindo o seu papel: “Eu cumpri meu dever na igreja”

Leia também: 

Princesa Diana: entenda porque Lady Di não se sentiu confortável no batizado do próprio filho

Thaeme Mariôto celebra batizado de filha e mostra detalhes da decoração

Felipe Araújo batiza o filho e dá uma baita festa para comemorar

    -Publicidade-