Pais descobrem doença em recém-nascido horas antes de levá-lo para casa: “Poderia ter sido fatal”

Liz Stapleton e Steven Blackhurst relataram que o filho parecia completamente saudável, e que estavam de malas prontas para levá-lo para casa quando receberam o diagnóstico. O casal conversou com o portal The Mirror sobre o ocorrido

Resumo da Notícia

  • Pais descobrem doença em recém-nascido horas antes de levá-lo para casa: "Poderia ter sido fatal"
  • Liz Stapleton e Steven Blackhurst ficaram muito felizes em receber seu novo filho no mundo, mas quando ele estava sendo examinado pela parteira pouco antes de ir para casa, eles encontraram algo preocupante
  • O casal conversou com o portal The Mirror sobre o ocorrido

Liz Stapleton e Steven Blackhurst ficaram muito felizes em receber seu novo filho no mundo, mas quando ele estava sendo examinado pela parteira pouco antes de ir para casa, eles encontraram algo preocupante. Ao portal The Mirror, eles deram detalhes do ocorrido.

-Publicidade-

Liz e Steven estavam ‘na lua’ quando o bebê Tobias nasceu, já que ele parecia um garotinho perfeitamente saudável. Contudo, quando ele estava tendo sua ‘verificação final’ com a parteira, eles pensaram que podiam ouvir um leve murmúrio no coração, então ele teve que passar por mais testes.

Infelizmente, o casal log descobriu o diagnóstico: um defeito cardíaco congênito. Os médicos ainda confirmaram aos pais que, caso tivessem levado o menino para casa, o desfecho desta história poderia ser fatal.

Bebê é diagnosticado com síndrome minutos antes de deixar hospital: “Não iria sobreviver em casa”
Bebê é diagnosticado com síndrome minutos antes de deixar hospital: “Não iria sobreviver em casa”
(Foto: Reprodução/The Mirror)

Ele foi levado às pressas para o Hospital Infantil Alder Hey em Liverpool e após vários testes e exames, Liz e Steven, que também têm uma filha, Eli-Vieve, receberam um diagnóstico chocante: descobriu-se que Tobias tinha Síndrome do Coração Esquerdo Hipoplástico (HLHS), o que significa que o lado esquerdo do coração não se desenvolveu completamente durante a gravidez.

Por causa disso, Tobias passou por uma cirurgia para colocar um stent em uma válvula aberta em seu coração, e só então ele finalmente foi autorizado a ir para casa. Sobre isso, Liz comenta: “Estamos tentando manter a normalidade para nossa filha, mas você fica completamente desiludida com o diagnóstico. Foi um choque enorme e não sabíamos o que significava ou o que ia acontecer”.

Mesmo assim, ainda completa, “Os médicos e enfermeiros do Alder Hey foram incríveis. Eles seguraram nossas mãos o tempo todo e nossa família também nos apoia muito. Olhando para ele agora você pensaria que ele é um bebê comum, fora o fato de que ele só tem metade do coração funcionando. As enfermeiras estão felizes com ele”.

Tobias ainda terá de passar por uma nova cirurgia quando tiver seis meses de vida mas, mesmo assim, se recupera bem ao lado da família.