Pedreiro improvisa e transforma carrinho de mão em berço para o filho: “Não tínhamos condições”

Ele se preocupava muito mais quando o menino dormia na cama com os pais

Luan tem apenas 17 dias (Foto: Reprodução/Facebook Em Paraguaçu)

A foto de um bebê recémnascido tem rodado a internet, afinal com apenas 19 dias, Luan precisa dormir no carrinho de mão que o pai usava para carregar cimento antes de ele nascer. A família mora em uma comunidade carente em Campo Grande, MS. Os pais do menino, que não podem comorar um berço, acharam que ele estaria mais seguro ali.

Geice Nunes Ferreira, mãe do bebê, contou em entrevista ao G1 que o marido não está mais trabalhando como pedreiro quando sugeriu que o menino dormisse no carrinho, ela concordou. “Não tínhamos condições de comprar as coisas para ele. Nossa preocupação para dormir, pelo menos, diminuiu bastante.”, contou.

Ela tem 16 anos e é casada com Weslley de Oliveira Torres, que está trabalhando em reciclagem, contou como ele montou o berço improvisado. “A gente limpou, colocou as cobertinhas e agora ele dorme lá. Antes, dormíamos juntos e a gente levantava toda hora, com medo de machucá-lo.”

Wesllwy também contou que usa o carrinho para entreter as outras crianças da comunidade. “Durante o dia, empresto para os vizinhos passearem aqui na comunidade. Tem muita criança aqui e é o único jeito de dar conforto a eles.”

Gleici e o filho recém-nascido (Foto: Reprodução/Facebook Leila Kemp)

Leila Kemp, uma voluntária de uma ONG que atua na região, se ofereceu para receber mensagens de quem está disposto a ajudar a família a comprar um berço e materiais de higiene para o bebê. Quem quiser ajudar pode entrar em contato com a Leila, pelo telefone: 67 99902-8102.

Leia também: 

Chance de um futuro melhor: mochilas geram luz para crianças pobres estudarem 

Sem dinheiro para completar o álbum da Copa menino faz à mão todas as figurinhas 

Enxoval herdado