Pesquisa mostra que mulheres no Reino Unido têm engravidando menos desde a Segunda Guerra Mundial

Taxa de gravidez no Reino Unido diminuiu desde a Segunda Guerra Mundial

Resumo da Notícia

  • Pesquisa mostra que taxa de gravidez diminuiu no Reino Unido desde a Segunda Guerra Mundial
  • Este é o menor número desde que os registros começaram em 1938
  • Outros países europeus apresentaram a mesma queda

Pesquisa afirma que mulheres britânicas estão tendo menos filhos desde antes do período da Segunda Guerra Mundial. As mães possuem, em média,1,58 de filhos ao longo da vida, dados de 2020.

-Publicidade-

Este é o menor desde que os registros começaram em 1938 e abaixo da taxa de 1,73 filhos de 1941, quando milhões de maridos estavam em guerra. O valor mais alto registrado foi de 2,93 em 1964. Especialistas afirmam que a pandemia da Covid-19 e até mesmo temores sobre as mudanças climáticas podem ser um motivos para perpetuar esses dados.

Mulheres grávidas vacinadas durante a gestação transmitem anticorpos aos bebês (Foto: Getty Images)
Diminui taxa de gravidez no Reino Unido, desde a Segunda Guerra Mundial (Foto: Getty Images)

As taxas de natalidade caíram pelo quinto ano consecutivo em 2020, com 613.936 registrados na Inglaterra e no País de Gales – queda de 15,9% em 2012 e a menor desde 2002. No entanto, a idade média das mães eram as mesmas de 2019 – 30,7 anos.

“Mudamos de mães ‘que ficam em casa’ para um novo normal, onde ambos os pais costumam ter empregos remunerados. Além disso, a idade avançada do primeiro filho significa que algumas mulheres estão tendo menos filhos do que no passado”, disse Hannah McConnell, do Office for National Statistics, sobre outros países europeus que observaram tendências semelhantes.