Primeiro ano do bebê: conheça os principais momentos para ficar de olho e não perder nada

Prepare-se: o primeiro ano do seu filho será cheio de momentos inesquecíveis! Por isso, é sempre bom estar com o celular ou a câmera na mão e pronto para registrar cada um deles. A matéria mostra os principais para você ficar bem atenta e não perder nenhum detalhe!

Resumo da Notícia

  • O primeiro sorriso do bebê é o começo de toda a interação que ele terá com o novo mundo a sua volta
  • Provavelmente ele vai começar a balbuciar perto dos quatro meses e eventualmente falar as primeiras palavras antes do primeiro ano
  • Os primeiros passos deles geralmente são com um ano de idade
Converse com o pediatra sobre exercícios para estimular o desenvolvimento do seu bebê e registre cada um deles! (Foto: Getty Images)
  • O primeiro sorriso

As semanas vão passando e a rotina com o bebê parece sempre a mesma – e parece também que ele nem esboça reação como resposta a todo o seu esforço. Até que um dia, por volta dos dois meses de vida, ele te dará um sorrisão daqueles espontâneo. “O sorriso é a principal prova de que o bebê está se conectando com você”, explica Laura Jana, coautora do livro ‘Heading Home With Your Newborn: From Birth to Reality’ – em português, ‘A Casa com o Recém-Nascido: Do Nascimento à Realidade’. “Esse é o começo de toda a interação que o bebê terá com o novo mundo a sua volta”, completa. Um estudo feito pelas universidades de Miami e da Califórnia, mostrou que o bebê geralmente sorri buscando resposta em troca. Essa também é considerada a primeira habilidade social, desenvolvida antes mesmo da fala.

-Publicidade-

Como estimular?

Pode ser que sua mãe, sua sogra ou qualquer outro parente diga que pegar o bebê no colo toda vez que ele chora pode deixá-lo mimado. Mas especialistas dizem que você não só pode fazer isso, como deve! “Isso ajuda a criança a se sentir mais segura, encorajando-a a interagir com outras pessoas e consequentemente se desenvolver nesse sentido social”, conta Adiaha Spinks Franklin, pediatra do Hospital Infantil do Texas.

-Publicidade-

Como lidar com atrasos?

Se o bebê de dois meses não tiver essa habilidade, não se preocupe. “Se ele parece estar bem, o médico pode sugerir aguardar e assistir para o diagnóstico ser realizado”, afirma Laura. “Contudo, se ele não consegue olhar nos olhos ou não parece perceber a presença de outras pessoas, você deve procurar um especialista. Já que quase 85% do desenvolvimento do cérebro acontece durante os cinco primeiros anos de vida. Então, esperar seis meses para intervir pode ser tempo perdido”, explica.

Apesar de existir média comum de idade para o desenvolvimento das habilidades, lembre-se que cada um tem seu tempo! (Foto: GettyImages)
  • Falar

Uma pesquisa mostrou que, quando o seu bebê escuta a voz de pessoas a área do cérebro responsável pela linguagem é ativada. “Ele está sendo preparado para produzir aqueles sons e repetir as palavras”, explica Amelia. Provavelmente ele vai começar a balbuciar perto dos quatro meses e eventualmente falar as primeiras palavras antes do primeiro ano como estimular isso? Cante e converse com o seu filho! Ler livros também é importantíssimo. “Assim, você fala várias palavras que não são usadas geralmente nas conversas”, explica Adiaha. “Com isso, ele vai desenvolver a fala e a linguagem com mais facilidade e até mesmo aumentar o vocabulário”. Como lidar com atrasos? Não se assuste se ele não falar a primeira palavra até o primeiro ano de vida. Se o pediatra tiver alguma preocupação, vai indicar um especialista em linguagem.

Rolando para lá e para cá

Os bebês costumam apresentar a habilidade motora de rolar a partir do quarto mês. A partir dos seis meses, a maioria deles consegue rolar para as duas direções (de barriga para baixo e para cima). “Apesar da média comum para cada habilidade motora, o tempo do seu filho pode ser diferente”, afirma Yocheved Bensinger-Brody, professor de fisioterapia na University System, em Nova York.

Como estimular isso?

Deixar a criança de barriga para baixo pode ajudar. “Seu bebê precisa estar nessa posição para forçar os músculos envolvidos no movimento e começar a se mexer”, explica Yocheved. Comece com um ou dois minutos e vá aumentando a quantidade de minutos semanalmente. Também procure não deixá-lo por muito tempo em cadeirinhas de descanso, já que elas costumam limitar o movimento do bebê. Consequentemente, vai ser mais difícil de desenvolver as habilidades motoras e a força necessária.

Como lidar com atrasos?

Se o seu bebê tiver seis meses e ainda não conseguir rolar, é provável que o seu médico indique fazer uma consulta com um fisioterapeuta, que vai entender o porquê dele ter essa dificuldade e indicar exercícios que deem mais força e desenvolvam a capacidade de rolamento.

  • Primeiros passos

Uma vez que o seu bebê é capaz de ficar em pé, é só uma questão de tempo até ele estar andando com apoio ou cambaleando pela sala de casa. A maioria deles começa a andar com um ano de idade. Como estimular isso? Para andar é preciso coordenação, força nos músculos e experiência. Mas o equilíbrio e a confiança são essenciais! A brincadeira pode estimular essas habilidades. “Coloque uma cesta no chão, espalhe alguns brinquedos em diferentes alturas e peça para o seu filho guardá-los nela”, sugere Susan Cecere, vice-presidente da Academia de Fisioterapia para Crianças. Isso pode encorajá-la a se levantar e explorar o ambiente.

Como lidar com atrasos?

Se até um ano e meio seu bebê não estiver andando, é melhor procurar um fisioterapeuta. Ele será capaz de analisar o desenvolvimento motor dele e propor exercícios. Assim, ele estará pronto para a próxima habilidade a ser aprendida.

 

  • Engatinhar

Muitos bebês começam a engatinhar com sete meses. Outros não começam até completarem um ano. Lembre-se: mesmo que seu filho tenha um estilo peculiar para se movimentar, está tudo bem! “O mais importante é que o bebê use e coordene todos os músculos do corpo para se movimentar de um lugar para outro”, explica Laura. Isso também ajuda a melhorar a noção de profundidade. Um estudo provou que depois de semanas engatinhando, bebês passaram a evitar escadas e alturas perigosas.

Como estimular isso? Sabe a hora de colocar a criança de barriga para baixo, estimulando o rolamento? Nesse momento, aproveite também para colocar brinquedos bem distantes do seu filho. Para alcançá-los ele vai ter que se esticar, rodar e se esforçar muito, estimulando a movimentação até que consiga engatinhar.

 Como lidar com atrasos? “Se o seu filho não está engatinhando, mas mostra outras capacidades que envolvem força nos músculos, nada de desespero”, esclarece Laura. Na verdade, alguns bebês que não engatinham podem começar a andar de uma vez só. No entanto, você ainda deve comentar isso com o seu pediatra. Pode ser que ele indique um fisioterapeuta caso seu filho não mostre nenhum progresso até os primeiros doze meses.

 

  • Fique de olho

Se seu filho não acompanhar a idade sugerida das habilidades ou não conseguir fazer algo que conseguia fazer antes, compartilhe com o pediatra. Vale lembrar que se ele for prematuro, o tempo de cada conquista pode ser diferente.

 

  • Seu bebê pode…

>Até o 4º meses

-Sorrir para as pessoas;
-Começar a balbuciar;
-Seguir objetos com os olhos de um lado para o outro;
-Levantar-se com a ajuda dos cotovelos quando estiver de barriga para baixo.

>Até o 6º meses

-Responder às emoções de outras pessoas;
-Começar a passar objetos de uma mão para a outra;
-Começar a rolar para as duas direções;
-Sentar.

>Até o 9° mês

-Definir quais são os seus brinquedos favoritos;
-Copiar sons e gestos;
-Procurar por objetos que você escondeu;
-Engatinhar.

>Até o 12° mês

-Segurar um livro quando quiser ouvir uma história;
-Fazer gestos simples, como acenar com a mão;
-Falar palavras como “mãe” e “pai”;
-Levantar-se, ficar de pé e tentar andar

  • Diga ao pediatra se ele não…   

>Até o 4º mês
-Ficar com o pescoço duro;
-Sorrir para as pessoas;
-Começar a balbuciar sons;
-Levar objetos à boca

>Até o 6º mês

-Balbuciar;
-Tentar alcançar objetos distantes;
-Mostrar afeto por você;
-Expressar sons de vogais;
-Rolar nas duas direções.

>Até o 9° mês

-Aguentar o próprio peso nas pernas, mesmo com apoio;
-Responder ao próprio nome;
-Passar um brinquedo de uma mão para a outra.

>Até o 12° mês

-Engatinhar;
-Dizer palavras simples;
-Apontar os objetos;
-Procurar por coisas que você escondeu.

 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-