Bebês

Pesquisa alerta sobre o risco de ter um bebê logo depois do outro

Descubra qual o intervalo certo entre duas gestações

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Melanie fala sobre sua endometriose e gravidez (Foto: iStock)

O tempo mínimo para evitar esses riscos é de 12 a 18 meses entre as gestações (Foto: iStock)

Mulheres estão tendo filhos cada vez mais tarde e, mesmo que isso não signifique mais um problema, uma vez essas elas estejam saudáveis e façam o pré-natal com atenção, muitas querem compensar o tempo e ter um filho atrás do outro. E isso sim pode ser um risco.

Um estudo realizado na Universidade de Columbia Britânica, no Canadá, mostrou que há maiores riscos de ter um bebê prematuramente quando a gestação acontece logo depois de outra. 150.000 mulheres de diferentes idades participaram da pesquisa. Aquelas com idade entre 20 a 34 anos apresentaram risco de 8,5% de ter um bebê prematuro na segunda gestação nessas condições.

Mulheres com 35 anos ou mais apresentaram um risco de 6% de prematuridade na segunda gravidez – taxa menor do que nas mulheres mais novas. Mesmo assim, esse grupo de mães pode sofrer um risco bem maior. Pode ter o perigo de morte ou complicações sérias no parto, que chega a 1,2% se uma gestação é seguida da outra.

O tempo mínimo para evitar esses riscos é de 12 a 18 meses. Com esse período, o risco de complicações cai para 0,5%. O perigo de ter um bebê prematuro cai para o índice normal, de3,7%.