Bebês

Shantala: aprenda como fazer a massagem no seu bebê

A partir de 1 mês de vida já está liberado!

Logo-Parents (1)
Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

baby-back-massage-picture-id455624287 (1)

(Foto: iStock)

Você já sabe que a interação entre você e seu filho e que o toque fortalece o vínculo. Agora, além de colo, abraço e amamentação, a massagem também é outro método – comprovado cientificamente – que faz bem para o bebê. Pediatras e terapeutas indicam como uma medida para ajudar a controlar o choro e o estresse.

Desde os anos 1960, o obstetra francês Frederick Leboyer trabalhava com massagens para dar assistência às mulheres em trabalho de parto. Em uma viagem à Calcutá, na Índia, ele viu uma mãe massageando o bebê na calçada. Foi assim que surgiu a Shantala, uma técnica milenar muito praticada por mulheres da Índia em seus bebês e que foi mundialmente divulgada por Frederick nos anos 1970.

Esse tipo de massagem busca desenvolver a interação da mãe e do filho por meio de toques sutis por todo o corpo da criança. O nome Shantala é uma homenagem à mulher indiana que ensinou a prática ao médico francês. Por isso, resolvemos separar algumas dicas para você massagear o seu bebê:

Comece abaixo das costelas, massageie a barriga do bebê, usando movimentos circulares no sentido horário. Isso ajuda na digestão.

Não se deixe intimidar – a massagem do bebê não tem que ser um caso formal e você não precisa ser uma especialista. Apenas considere isso como um carinho, uma maneira de dizer “eu te amo”.

Após o banho do bebê é o momento ideal para uma massagem. Ele já estará pelado e a pele ainda úmida – o momento perfeito para aplicar óleo ou loção.

Coloque óleo ou loção na palma da sua mão e esfregue-as para aquecer, o que contribui para uma massage