O primeiro banho do bebê: dicas para deixar esse momento com seu filho mais fácil

Saiba os cuidados necessários com o recém-nascido

O primeiro banho do bebê não precisa ser um bicho de sete cabeças (Foto: reprodução/Getty Images)

O primeiro banho do bebê é um dos rituais de passagem dos pais de primeira viagem e assim como cada um deles, exige cuidados importantes. Mas não precisa pirar, separamos algumas recomendações para você seguir e poder curtir esse momento.

Ele pode trazer muitos benefícios para o bebê de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) e, para a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), deve promover o conforto e bem estar da mãe e do recém-nascido, prevenindo contra infecções.

Para atingir esse resultado, a SBP aconselha os seguintes cuidados:

  1. O primeiro banho deve ser feito em uma sala aquecida, com tranquilidade e segurança:

Esse é um momento importante, então não é demais buscar um lugar em que se sinta segura e confortável, seja ele o banheiro ou quarto. O ambiente aquecido é importante para o bebê não perder calor, a tranquilidade para que diminua as chances de estresse e choro e segurança para garantir que tudo saia nos conformes.

 

  1. Esse banho não deve ser realizado antes das 6 primeiras horas de vida:

Isso porque, nesse período, o recém-nascido não tem estabilidade térmica e cardiorespiratória. Mas fique tranquila, não funciona como uma máquina. Após esse tempo, você pode começar, mas não precisa correr.

 

  1. A limpeza deve ser suave para não irritar a pele do bebê:

É importante não esfregar a pele com panos ou toalhas, mas encostar suavemente. Lave o corpo todo, mas tenha um foco especial no umbigo. Por mais que pareça, o cordão umbilical não dói, então pode limpar sem medo. O cuidado também está nos produtos escolhidos para o banho.  

É preciso ter cuidado, mas não precisa pirar (Foto: iStock)
  1. Os produtos infantis devem limpar a pele sem agredi-la:

A pele de um recém-nascido é super sensível e, assim, sujeita a infecções e irritações. Por isso é válido usar sabonetes com PH neutro, em pouca quantidade, e enxaguar bem para retirar todo o produto. Pode usar água normal da pia, não é preciso esforço nesse sentido.  

 

  1. O banho deve ser diário, mas pode ser espaçado (3 a 4 dias) caso faça a higiene das pregas, cordão e área de fraldas:

Banho duas a três vezes por semana é uma quantidade suficiente para os recém-nascidos, apenas garantindo que as áreas acima sejam limpas diariamente. Sinta-se à vontade para aumentar a frequência de acordo com a necessidade do bebê, por exemplo, caso seja exposto à sujeira.  

 

  1. O banho de banheira ou bacia são os mais recomendados:

É muito importante que a banheira esteja em uma superfície plana e firme, para impedir acidentes. Os pais devem ficar com um dos braços nas costas do bebê durante todo o banho para que fique seguro e fazer toda a higiene com a outra mão. O corpo deve estar embaixo da água, exceto cabeça e pescoço.

A Sociedade Brasileira de Pediatria deu algumas dicas valiosas (Foto: reprodução/Getty Images)
  1. A temperatura ideal da água é entre 35 e 36° C:

Não é necessário usar um termômetro para ter precisão, basta que tenha em mente que a pele do bebê é mais sensível que a de um adulto e por isso a água deve estar morna para você. Mexa a água para garantir que a temperatura está igual na banheira toda. Para ter uma ideia, você pode colocar seu cotovelo na água (já que é mais sensível ao calor do que a mão). É legal dar banho próximo ao meio dia, pois é a hora mais quente.

 

  1. A duração total do banho deve ser de 5 a 10 minutos:

É isso mesmo! Banho de um recém-nascido é rápido mesmo, já que ele não se suja muito. O objetivo é deixar tudo limpo e fazer com que seja um momento delicado e cuidadoso.

 

  1. Deixe tudo à mão na hora do banho:

Separe tudo o que irá precisar durante o banho, antes de começar. Isso te deixará mais segura. Apenas tire a roupa do bebê, quando isso estiver pronto. Assim, você evita que ele sinta frio.

A pele do recém-nascido é mais delicada, então é preciso ter um cuidado extra (Foto: reprodução: iStock)
  1. O bebê deve estar sempre acompanhado:

Não importa o que aconteça durante o banho, nunca deixe o bebê sozinho! Prevenir é a melhor opção, sempre. Seja na banheira ou no trocador, é importante ficar com os olhos atentos.

 

Todas essas dicas estão presentes no Consenso de Cuidado com a Pele do Recém-nascido, publicado pela Sociedade Brasileira de Pediatria em 2015 e tem a intenção de tornar esse momento agradável e menos angustiante.

O choro pode acontecer, pois é algo estranho ao recém-nascido. Nessas horas, tente conversar com o bebê e sorrir. O pediatra dr. Claudio Len, pai de Fernando, Beatriz e Silvia, acalma: “O banho é bem simples, não envolve muito mistério. Não precisa dessa cerimônia toda”.

Além de ajudar o bebê a relaxar e dormir melhor, o banho garante o bem-estar físico dele. É tudo de bom. Então siga as recomendações da SBP e aproveite esse momento em família.  

Leia também:

Estudo mostra que atrasar o primeiro banho pode trazer benefícios na amamentação

5 coisas que você nem imagina (e acontecem) no primeiro banho do bebê em casa

Por que os recém-nascidos precisam de banho de sol?