Vídeo: mãe alimenta bebê de 6 meses com “carne sangrenta” e gera polêmica

Katie Harley publica uma série de vídeos no TikTok, onde mostra a rotina de desmame que está vivendo com a filha Eliza. Segundo ela, a menina ama carne mal passada – e, por isso, recebeu muitas críticas

Resumo da Notícia

  • Mãe aparece dando bife mal passado para bebê de 6 meses e gera polêmica
  • Katie Harley publica uma série de vídeos no TikTok, onde mostra a rotina de desmame que está vivendo com a filha Eliza
  • Segundo ela, a menina ama carne mal passada - e, por isso, recebeu muitas críticas

Katie Harley vem crescendo no TikTok ao mostrar o dia a dia da maternidade e dos cuidados que tem com a filha Eliza, de apenas 6 meses de idade. Contudo, recentemente gerou polêmica ao aparecer dando bife mal passado para a bebê – que está em fase de desmame.

-Publicidade-

Para o Daily Star, Katie admitiu que foi recomendada a deixar a filha escolher o que quer comer – para se desprender do leite materno e se adaptar a novos alimentos, gostos e texturas. No entanto, muitos usuários do TikTok repreenderam a mãe pela atitude.

Katie disse que Eliza ama carne
Katie disse que Eliza ama carne (Foto: Reprodução/ TikTok)

“Eu amo bife mal passado, mas bife mal passado é bom para um bebê? Mesmo as mulheres grávidas não podem comer bife mal passado”, refletiu uma pessoa, no vídeo publicado que já acumula mais de 200 mil visualizações.

@mrskatieharley people loooove giving parenting advice to people who didn’t ask #momlife #momsoftiktok #baby #babydindin ♬ Major Bag Alert (feat. Migos) – DJ Khaled


Outras ainda acompanharam o raciocínio: “Isso nem está cozido” e “O desmame conduzido pelo bebê é incrível, carne crua é um não”. Por outro lado, muitos internautas apoiaram o processo de Katie e Eliza, e ressaltaram que muitos pais dão alimentos piores para seus filhos.

“Meus filhos são veganos, então é um não para mim, mas você sabe que todo mundo falando merda está alimentando seus filhos com cachorros-quentes e patas de urso o dia todo”, comentou uma mãe, seguida ainda de, “É bom para eles e incentiva o desenvolvimento e a força da mandíbula”.

Bebês podem comer carne vermelha?

Sim, mas apenas a partir dos seis meses. Durante a fase de introdução alimentar, o bebê começa a inserir outros alimentos além do leite materno ou fórmula. “Essa fase geralmente se inicia com a introdução de frutas, seguida dos legumes. Dando sequência à introdução, as leguminosas (feijões) e as carnes são introduzidas. O tempo de introdução de novos grupos de alimento varia com a aceitação e desenvolvimento de cada criança. Essa avaliação deve ser orientada pelo pediatra em conjunto com o nutricionista responsável pelo acompanhamento clínico”, comenta a nutricionista Haline Dalsgaard Pereira, mãe de Mariana.

Como oferecer a carne para as crianças?

Haline orienta que elas devem ser sempre bem cozidas e desfiadas. “Evitar carnes mal passadas e cruas (carpaccio) para crianças. O mesmo vale para os peixes e principalmente para o frango. Como o sistema imune da criança ainda é imaturo, o consumo de carnes mal passadas pode contribuir para a instalação de contaminações e infecções”.

Algumas opções de preparo são: a carne moída, músculo, patinho e peito cozidos na panela de pressão e desfiados. “Pedaços maiores oferecidos para a criança “sugar” não oferecerão os mesmos nutrientes que o consumo da carne inteira, além de correr o risco de engasgar caso algum pedaço inteiro seja engolido”.