Os benefícios de estar presente (de fato) na amamentação

São muitos os convites para se distrair nesse momento, mas praticar mindfulness pode te ajudar e muito

Comentários

  • “Quando estou presente na amamentação é muito mais prazeroso, tanto a sensação da sucção quanto o olhar dele.”, Paula Frison, mãe de Benjamin
  • “Na amamentação sem distrações, a mamada com certeza flui melhor. O bebê parece que se concentra mais.”, Bruna Buonafina, mãe de Bianca e Eduardo
  • “Sinto uma intensidade enorme na conexão quando não há distrações durante a amamentação.”, Manuella Fernandes, mãe de Malena
É um momento único e fundamental para mãe e bebê (Foto: Getty Images)

Explicações

A pausa de transição pode ser uma grande aliada na amamentação, e consiste em respirar em quatro tempos: inspiração, retenção com ar, expiração e retenção sem ar, contando até quatro em cada etapa, auxiliando a trazer intenção e atenção, integrando corpo, mente e coração.

Esse relaxamento auxilia na liberação de ocitocina, o “hormônio do amor” responsável pela ejeção do leite e vínculo entre mãe e bebê. Enquanto o bebê estiver mamando, existirão inúmeros convites para se distrair. O celular certamente é o mais atrativo, mas há outros como sua mente te lembrando de inúmeros afazeres (a lista do mercado, os e-mails a responder, o jantar).

Neste momento, receba o convite para refletir sobre a amamentação como uma prática de mindfulness, uma escolha de estar presente, com consciência. Aproveite para explorar: como é o cheiro dele? A textura da pele? Ao mesmo tempo, note seus pensamentos e sentimentos sem julgamentos, apenas sentindo.

Que pensamentos lhe vem à mente quando ele chora e se agita? Como você se sente quando seus olhos se encontram? Faça contato visual, transmita ao bebê a riqueza do momento. Estudos preliminares sugerem que quanto mais relaxada a mãe, mais relaxado o bebê, e assim mais ele mama e melhor ele dorme.

Praticar mindfulness na amamentação não requer experiência, apenas a intenção e gentileza com a prática. Seja gentil com você! Quando não estiver se sentindo bem e não estiver conseguindo se conectar dessa forma, tudo bem, apenas se acolha.

Praticar mindfulness é antes de tudo, uma atitude gentil com você mesma, uma forma de autocuidado. Enquanto estiver amamentando, aceite este convite de estar tão presente ali quanto seu bebê, simplesmente no “aqui, agora”, da forma mais genuína e autêntica possível.