Diversão além da Flórida: Boston é uma cidade para visitar o ano todo e todo ano

Separe as roupas, prepare as malas e aproveite para curtir muito em família

**Texto por Lane Baptista, jornalista brasileira que mora em Boston, nos Estados Unidos, mãe de Sophia

É quase impossível pensar em férias nos Estados Unidos e não planejar uma parada na cidade de Orlando, na Flórida. O motivo é simples: lá estão os parques de diversões temáticos da Disney e da Universal Studios. Muitos brasileiros gostam de ter fotografias em frente ao castelo da Cinderella e abraçando o Mickey. É uma parte divertida da viagem que muitos não abrem mão. E tem também os álbuns do Instagram que viram lembranças desse universo mágico para guardar para a gente, para compartilhar com os amigos e a família.

Boston tem muitas opções de lazer para pais e filhos
Boston tem muitas opções de lazer para pais e filhos (Foto: Shutterstock)

Para quem quer curtir lugares além de parques da Disney e compras em outlets, a costa leste americana tem cidades super charmosas e cheias de atrações igualmente interessantes e valem uma viagem para adultos e crianças. No coração dos Estados Unidos, a região da Nova Inglaterra é uma das mais belas do país. Localizada entre Nova Iorque e a fronteira do Canadá, esse pedaço de terra é composto pelos estados de Massachusetts, Rhode Island, Connecticut, Vermont, New Hampshire e Maine. Esses lugares têm várias opções de lazer com roteiros que vão de locais históricos museus, cachoeiras e até zoológicos, e, garantem diversão o ano todo.

A cidade de Boston, no estado norte-americano de Massachusetts, é uma das mais antigas do país e também famosa por sediar diversas universidades como a Harvard e a MIT (Massachusetts Institute of Technology). Mas os encantos deste município vão além das instituições de ensinos renomadas. A cidade é rica em atrações naturais, culturais e gastronômicas. Em Boston, o verão é quente, úmido e a temperatura pode atingir os 35°C. Já o inverno é muito frio e com muita neve. O ponteiro do termômetro pode chegar a marcar -13°C com sensação térmica ainda menor, mas esses dias congelantes são raros. Embora o céu esteja encoberto na maioria dos dias do ano, o frio fica em torno de -5°C. Então, dá pra colocar um casaco quentinho, luvas, cachecol e gorro e sair para passear pela cidade. Para quem vem do calor do verão do Brasil, a mudança de clima pode ser um atrativo a mais.

As quatro estações do ano são muito bem definidas em Boston. Um lugar para se apreciar a natureza de janeiro a dezembro é o Jardim Público de Boston (Boston Public Garden), o parque mais antigo dos Estados Unidos. Juntamente com o Boston Common, o parque tem cerca de de 97.000 m² e está localizado no centro da cidade. O Jardim Público está para Boston assim como o Central Park está para Nova York. Nas estações mais quentes do ano, muitas pessoas se aglomeram nesta área verde para piqueniques, assistir a shows, exibirem artes, tocarem instrumentos musicais ao ar livre e interagir com a natureza. Uma atração turística popular do parque são os pedalinhos em forma de cisnes usados para passeios no lago que compõe a beleza do Jardim Público. A miniponte sobre o lago é parada obrigatória para os visitantes tirarem fotos. Além das árvores, dos diferentes tipos de plantas e flores, os patos e esquilos também fazem parte do cenário pitoresco.

Uma das obras de arte mais famosa da cidade fica dentro do Jardim Público de Boston. É o conjunto de esculturas de bronze que recria a família de patos do livro clássico infantil chamado Make Way for Ducklings. As estátuas atraem muitos flashes das câmeras fotográficas, mas principalmente os olhares infantis. O Jardim Público de Boston está sempre de portas abertas para receber bostonianos e viajantes, mas o outono parece ser a época favorita de muitos que passam por lá. O clima esfria, mas continua agradável. Uma outra característica dessa época do ano é o sol se pôr mais cedo. Mas as cores vibrantes da folhagem de outono atrai multidões com o objetivo principal de apreciar a mudança das cores das árvores, fenômeno também conhecido como Fall Foliage. As folhas de tonalidades que vão do dourado até o vermelho caem e a natureza vai se preparando para a chegada do inverno.

Os amantes do outono valorizam essa época do ano, sabem que dura pouco. Inúmeros passeios são organizados pela cidade colonial e estradas ensolaradas apenas para admirar a paisagem. Com o ponto de partida no centro da cidade, uma das atividades mais procuradas em Boston é a Trilha da Liberdade (Freedom Trail). Esse passeio é um caminho de quatro quilômetros que passa por 16 importantes lugares para a história dos EUA. Nessa trilha, formada por ruas lotadas de prédios antigos e históricos, é apresentada os acontecimentos que ajudaram Boston a ter um papel importante na independência americana, descobrir os lugares dos encontros e batalhas que levaram à assinatura da Declaração de Independência, andar por onde passaram pessoas ilustres como Benjamin Franklin, Samuel Adams, George Washington e outros filhos da liberdade.

As passagens que remetem aos tempos antigos levam ao tradicional bairro de Beacon Hill, o queridinho dos moradores. Lá fica a sede do governo do estado de Massachusetts. As apertadas ruas de pedra, postes de luz a gás, prédios de tijolinhos vermelhos expostos e casas que parecem de boneca compõem o panorama da rua mais fotografada dos Estados Unidos, a Acorn Street, que está totalmente preservada desde o século 19. As ruas de paralelepípedo de Beacon Hill se funde com as árvores alinhadas de Back Bay, uma das áreas mais desejadas da América. O bairro que conserva a arquitetura vitoriana é o destino de celebridades que circulam diariamente pelas calçadas que se misturam a residências e monumentos históricos. A Newbury Street, a avenida mais movimentada do bairro, é ponto de encontro dos fashionistas. E tem excelentes opções de gastronomia, lojas luxuosas, galerias de arte e salões de beleza.

Ainda em Back Bay, está a a Biblioteca Pública de Boston (Boston Public Library), uma das mais antigas e maiores bibliotecas públicas dos Estados Unidos. O edifício é uma das construções mais icônicas em toda a cidade. O lugar cheio de história é composto de uma mistura equilibrada de clássico e moderno. Lá se encontram variados livros em diversas línguas, revistas, salas de estudos, espaço infantil, cafeterias e um jardim que encanta os amantes da leitura e da fotografia. Conhecer os museus de arte de Boston é uma das principais atrações que devem estar no roteiro de viagem. Os mais importantes são: Isabella Stewart Gardner Museum que fica em um prédio inspirado em um palácio de Veneza e tem um deslumbrante jardim central. O Isabela Stewart Gardner conta com uma coleção de arte de importância mundial. Nas paredes do museu se encontram trabalhos de arte assinados por Rembrandt, Michelangelo, Titian, Raphael, Manet, Botticelli e Degas. O prédio visto por fora não revela o encantador interior.

Logo ao lado, a poucos metros de distância, está o Museu de Belas Artes de Boston, o quarto maior museu dos Estados Unidos. O Museu de Belas Artes de Boston tem a segunda maior coleção permanente de obras de arte na América. Com mais de 450 mil obras seu acervo representa valiosas artes americanas, asiáticas e europeias e abrange pinturas, fotografias, esculturas, artes de moda, instrumentos musicais, tapeçarias, arte decorativas, entre outras. O Museu de Belas Artes de Boston oferece cursos e aulas de arte para adultos, jovens e crianças. Um pouco mais distante, localizado as margens do Rio Charles, está o Museu de Ciências, o preferido dos curiosos e amantes da ciência. O museu de ciência e zoológico coberto é interativo e envolvente. As exposições participativas e educacionais fazem com que os pequeninos possam ter contato direto e aprender a ciência não só com as informações, mas também na prática. As exposições permanentes têm de dinossauro até tecnologia. O museu abriga mais de 100 animais e muitos deles foram salvos e reabilitados. Sempre há algo novo para ver e aprender no Museu da Ciência que a cada estação traz novas exposições itinerantes com as últimas novidades da área.

Viajar em família é bom demais. Confira alguns passeios para fazer em Boston, Estados Unidos
Viajar em família é bom demais. Confira alguns passeios para fazer em Boston, Estados Unidos (Foto: Thinkstock)

E por falar em animais, a Nova Inglaterra é conhecida como um dos melhores lugares do mundo para se observar as baleias, que entre os meses de abril e novembro, migram para a costa leste dos Estados Unidos para se alimentar e reproduzir. Nesta época do ano, muita gente que nunca viu esse animal de perto busca por passeios de barcos que levam turistas pra avistar baleias em alto mar. Aparentemente, a vida selvagem do Atlântico adora setembro. As águas ainda quentinhas e um número menor de banhistas contribuem para isso. É nessa época do ano que os filhotes de baleias que se alimentaram durante todo o verão ficam brincalhões e ativos trazendo mais diversão para quem os observam. Os velejadores podem também avistar mais golfinhos no mar durante os meses de setembro e outubro.

Durante o trajeto marítimo, pode se enxergar a ilha de Martha’s Vineyard, lugar de veraneio de pessoas públicas e presidentes norte-americanos como Bill Clinton e Barack Obama. Em Martha’s Vineyard também foram gravadas as primeiras cenas do filme “Tubarão”, de Steven Spielberg.

Além de tubarões e baleias, as bruxas contribuem para o aumento do turismo em Massachusetts. Salem, uma cidade pequena que fica aos arredores de Boston, é mundialmente famosa pelas perseguições de suas supostas bruxas. Os fãs de casos macabros podem conferir o Museu das Bruxas de Salem que é dedicado aos julgamentos das bruxas de Salem que ocorreu nos Estados Unidos em 1692. O episódio foi responsáveis pela morte de 25 pessoas. O museu oferece aos visitantes um roteiro programado a pontos importantes da cidade, como o Tribunal de Salem, a Casa Jonathan Corwin (conhecida como a Casa da Bruxa) e tavernas da região.

O Dia das Bruxas oficial, também conhecido como Halloween, é dia 31 de outubro. As crianças vestem fantasias assustadoras e batem de porta em porta a fim de ganhar doces. Não existe Halloween sem a cidade de Salem. Lá todo dia é Dia das Bruxas.

Não dá para visitar Boston e não querer comer frutos do mar e mariscos. A lagosta é a opção mais pedida. Outra especialidade da casa é a sopa de marisco (clam chowder). Boston é carinhosamente chamada de “Beantown”. O apelido se dá devido aos famosos feijões cozidos encontrados em vários pubs dispersos pela cidade. Não há limites para o universo gastronômico de Boston, que consegue satisfazer a todos os gostos e nacionalidades. E para os apreciadores de uma boa bebida, a degustação de cerveja deve fazer parte do roteiro. As cervejarias de Boston oferecem tour guiados e uma visão exclusiva dos bastidores de uma das fábricas.

Boston é uma cidade segura e agradável. Quando a temperatura está amena, dá para fazer tudo a pé, de metrô ou bicicleta o que favorece o contato com a natureza enquanto se observa a os detalhes da arquitetura antiga provinciana até modernas construções. Quem passar por Massachusetts deve adicionar uma visita a Cambridge, que é  colada a Boston. O metrô agiliza a locomoção entre entre as duas cidades que são separadas pelo Rio Charles. Os campos das prestigiadas universidades de Harvard e MIT estão espalhados por toda a Cambridge, dando a sensação de que a cidade é inteira para os estudantes.

Apesar de toda a tradição histórica que existe em Boston, a população de Massachusetts tem um hábito fácil de ser notado: a paixão por esportes. A cidade é sede de grandes clubes que conquistaram títulos importantes como o time de futebol americano, New England Patriots, o de beisebol, Red Sox e o de basquete, Celtics. Em passagem por Boston, vale a pena dar um passeio pelo Fenway Park, a meca do beisebol e casa do Boston Red Sox. O estádio é o mais antigo ainda ativo pela Major League Baseball (MLB). Os jogos dessa modalidade normalmente acontecem cedo. O horário das partidas favorecem para que toda a família marque presença nos estádios. É um programa muito divertido para todas as idades. Mesmo quem não entende sobre sobre beisebol fica impressionado com a animação dos fãs em dia de jogo.

Massachusetts é um museu vivo e a céu aberto. O Estado antigo é composto de arte e história por todos os lados. Andar pelos becos estreitos da cidade, é passear pela história do país e conhecer construções que marcaram época. Por emanar tanto conhecimento, para as crianças e jovens, a cidade é uma extensão da sala de aula. Pensando nisso, até os passeios mais tradicionais têm entretenimento infantil fazendo com que as andanças pelas vielas sejam pura diversão na primavera, verão, outono e inverno. A programação muda conforme a época do ano.

Além dos museus, parques e praias, Massachusetts proporciona aos pequenos e grandes viajantes muito contato com a natureza. As caminhadas nas montanhas conquistam cada vez mais adeptos. O Estado tem trilhas para todos os gostos e níveis. Para os que gostam de mais emoção, o rafting e o circuito de arvorismo são opções de atividades.

Quem prefere curtir dias mais tranquilos, os acampamentos públicos e privados estão no topo da lista de preferência de muitos visitantes. A grande variedade de parques com infraestruturas espalhados em Massachusetts contribuem para essa nova tendência. Alguns acampamentos ficam próximos as linhas de trem que vão até o centro de Boston.

Uma tradição que os americanos adoram e está conquistando os brasileiros são as viagens em trailers com a família, amigos e até animais de estimação. Da praia a montanha. As estradas americanas estão cada vez mais sendo tomadas por turistas. A casa motorizada é a nova maneira nada convencional de pôr o pé na estrada e planejar a viagem segurança. Uma viagem repleta de diversão e aventura.

Outra atividade que dá pra incluir toda a família é o passeio de caiaque pelas águas do Rio Charles. A beleza e a tranquilidade do rio atrai remadores, usuários de stand up paddle board, e também corredores e ciclistas. A animação acontece ao redor do rio ou dentro da água.

Os dias de inverno podem ser aquecidos com viagens para as montanhas de esqui e snowboard. A diversão vai muito além das descidas pelas pistas geladas. Massachusetts tem estações com estruturas para todos os níveis. Alguns hotéis oferecem aulas para iniciantes e recreação infantil. Tudo isso para tornar a experiência muito melhor e evitar com que os pequenos e novatos entrem numa fria.

Para quem não quer ter o cansaço físico de esquiar ou fazer snowboarding. Ou até mesmo quem tem filhos pequenos, uma atividade legal é o Snow Tubing. A atração consiste em escorregar na neve sentado numa boia. Isso mesmo: brincar de boia na neve. Parece bobo, mas é bastante divertido. A sensação é parecida com a de descer num desses tobogãs coloridos de parque de diversões que a gente tem no Brasil. Mas ao invés de um escorregador de plástico com o uso de tapetes para ajudar a descer se usa boias infláveis que parecem pneus gigantes. A parte que dá ainda mais frio na barriga é que não tem como controlar a boia, então cada descida sai de um jeito. Os tombos também!

As milhas de neve cobrindo as montanhas são cenário perfeito para os passeios de trenós com cachorros na neve (dog sledding), um programa que a criançada adora. Depois de horas ao frio um copo de chocolate quente é sempre uma boa ideia para aquecer as mãos enquanto as luvas secam para a próxima aventura. Um programa perfeito para quem quer aproveitar os dias frios de um jeito romântico é fazer um passeio de trenó puxado por lindos cavalos. Junte a família, os amigos, o marido ou o namorado. Pegue um cobertor macio, uma bebida quentinha e admire as belezas ao redor dos picos das montanhas da Nova Inglaterra.

A diversão na neve continua com as pistas de patinação no gelo, um dos programas mais procurados no inverno. Boston tem várias pistas espalhadas pela cidade, mas o Frog Pond que fica no Boston Common dos rinques de patinação no gelo se destaca. O motivo é simples: fica no centro da cidade. Além da conveniência geográfica, os patinadores de todas as idades podem ter aulas com instrutores qualificados. Quando o assunto é inverno em Massachusetts, não tem como não falar do Natal, uma das épocas mais mágicas no Estado. Milhares de visitantes planejam as férias em Boston nesta época encantadora. A cidade é tomada por decorações, luzes e canções natalinas. Os shows festivos transformam tudo em um mundo de fantasias. Para os viajantes mirins, tem programas imperdíveis como café da manhã com o Papai Noel e os chás da tarde festivos que acontecem nos melhores hotéis da cidade. Outro programa tradicional quanto a árvore de natal é apresentação de balé do Quebra Nozes (Nutcracker) com as bailarinas da Escola de Balé de Boston. Mesmo quem já viu o espetáculo faz questão de repetir.

Mas com tanta agitação durante o dia, o que fazer a noite em Boston? Embora Boston tenha um grande números de universitários, artistas internacionais e locais, a cidade tem uma vida noturna calma, quando comparada a Nova Iorque ou até mesmo ao Rio de Janeiro. O turista que quer se divertir terá uma programação vasta, mas a agitação em Boston começa cedo e termina cedo. Acredita-se que é por causa da Blue Law, a lei que proíbe a venda de bebidas alcoólicas diariamente entre 2h e 6h da manhã, mas isso não significa que quem visita Boston não poderá experimentar restaurantes sofisticados, ir à bares, sair para dançar, assistir uma peça teatral ou se divertir em casas de shows. Tem curtição para todos os viajantes.

A Nova Inglaterra é aquele tipo de lugar que dá saudade antes de ir embora. Visitar Massachusetts uma só vez não é o bastante. Os planos de retorno são feitos no caminho de volta pra casa. Parece que alguma coisa está faltando,  algo ficou sem fazer, um lugar que não deu tempo de ver, um ponto turístico que vale a conferir de novo, a curiosidade de ver a cidade na próxima estação do ano e por aí vai. Mas como aliviar a dor da nostalgia? Please, come back again.